O técnico Adilson Batista comandou um coletivo nesta sexta-feira, quando praticamente definiu a escalação do Atlético para a partida de domingo, diante do Grêmio, na Arena da Baixada. Com a lesão no tornozelo do volante Paulo Roberto, o treinador deve escalar Adaílton no ataque, ao lado de Guerrón.

O time que treinou hoje era formado por Renan Rocha; Rômulo, Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid, Marcelo Oliveira, Cléber Santana e Paulo Baier; Guerrón e Adaílton. Amanhã, Adilson ainda comanda o último treinamento antes do jogo de domingo, mas o próprio treinador já descartou a presença de Paulo Roberto neste confronto.

“Eu costumo não lamentar as ausências de jogadores. O Paulo vem crescendo, estamos gostando do trabalho dele, mas ele sentiu um desconforto e isso faz parte do futebol. Eu acho difícil a presença dele no jogo”, disse o treinador, que vai manter três volantes no meio-campo, mas já modificou um pouco a equipe ao escalar dois atacantes.

Por fim, Adilson Batista falou sobre a escalação de quatro volantes na estreia do Brasileirão, diante do Atlético-MG: “A ideia do jogo lá era ter posse de bola, controlar os lados, mas infelizmente sofremos o primeiro gol muito cedo. Mas mudamos o posicionamento no intervalo, buscamos os contra-ataques, só que tivemos desanteção. Trabalhamos agora os dois ali na frente, até porque sabemos que o Grêmio também vai mudar porque alguns jogadores se machucaram, mas não vão mudar a estrutura da equipe. Mas já esboçamos algumas situações”, completou Adilson Batista.