Principal jogador do atual elenco do Atlético, o meia Paulo Baier vem sendo criticado por parte da torcida rubro-negra por não estar fazendo uma grande temporada em 2011. Muitos torcedores inclusive pedem que o maestro passe um tempo no banco de reservas até que a má fase passe e ele reencontre seu bom futebol.

Mas não é assim que pena o técnico Adilson Batista, que garante a permanência de Paulo Baier no time titular. O treinador aproveitou para explicar porque tirou o capitão dos dois últimos jogos do Furacão, justificando que foi pelo momento das partidas e não por uma possível queda de produção do camisa 10.

“Em uma situação achei que era momento de trocar, em outra foi por causa da expulsão. É o momento em campo que define. O Madson e o Branquinho estão treinando bem. Com calma vamos encaixando e definindo uma equipe que se saia do jeito que agrade a todos.Tem que pensar no Atlético como um todo, não só em uma posição específica. Não tenho uma equipe pronta, com tantos volantes e meias. Isso vai mudar de acordo com o que precisamos”, explicou o comandante rubro-negro.

Adilson Batista inicia hoje os treinamentos com os titulares do Atlético, visando o jogo do próximo domingo, contra o Flamengo, na Arena da Baixada, quando o Furacão vai em busca de sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro após três derrotas consecutivas.