Julgado pela sessão itinerante do Superior Tribunal de Justiça (STJD), em Curitiba, nesta terça-feira (22), o atacante Guerrón foi absolvido e já volta a ficar à disposição do técnico Antônio Lopes para o confronto contra o América-MG.

Representado pelo advogado Domingos Moro, Guerrón esteve presente no julgamento e foi absolvido por 8 a 1, sendo apenas advertido pelos auditores. Acusado no artigo 254, por prática de jogada violenta, o equatoriano justifica a intensidade da jogada com a vontade.”Acho que mais que tudo foi a vontade que eu tinha naquele momento de disputar toda a jogada”, disse o jogador. “Graças a Deus deu tudo certo e eu estou feliz por poder seguir ajudando o Atlético”, completou.

Presença certa na dianteira rubro-negra para a partida decisiva contra o Coelho,Guerrón deve ter Nieto como companheiro no ataque. O time também poderá contar com o retorno do volante Deivid, suspenso contra o Cruzeiro. “Eu estou com muita vontade de ajudar o Atlético a sair dessa situação tão incômoda que estamos”, finalizou.