Divulgação
Paulinho diz que a torcida o pegou pra cristo em 2011

Muito criticado pela torcida atleticana em toda a temporada 2011 por não conseguir manter a mesma regularidade apresentada em 2010, o lateral esquerdo Paulinho revelou que não entende o motivo das vaias que vêm recebendo constantemente por parte dos torcedores do Furacão.

“Eu não entendo, porque eu venho jogando bem, venho cruzando as bolas, tento marcar. Mas é assim mesmo, a torcida tem que achar um pra cristo e me escolheu pra isso. Eu vou continuar trabalhando, vou dar a cara a tapa, não vou me esconder e vou tirar o Atlético dessa situação”, disse o atleta, que chegou a ficar no banco de reservas em algumas partidas do Atlético, mas logo retomou a titularidade porque Marcelo Oliveira também não correspondeu às expectativas.

Paulinho admitiu que sente um pouco a pressão que vem das arquibancadas da Arena da Baixada, mas disse que com tranquilidade segue fazendo seu trabalho e aos poucos espera retomar a confiança da torcida atleticana.”Claro que você sente, se eu disser que não vou estar mentindo. Mas você tem que ter tranquilidade para reveter isso em força”, completou o lateral esquerdo.

Sobre a partida desta quarta-feira, diante do Palmeiras, a partir das 21h50, na Arena da Baixada, o lateral pediu que a torcida apoie o rubro-negro, porque somente com união é que o Atlético vai conseguir sair da vice-lanterna do Campeonato Brasileiro.”O torcedor tem que ir e nos apoiar do começo ao fim, porque a situação é crítica. Mas só vamos sair dessa junto do torcedor”, finalizou Paulinho, que perdeu a condição de titular para o prata da casa Héracles.

Paulinho é um dos jogadores que mais vestiu a camisa rubro-negra neste ano. Foram 43 jogos na temporada, sendo 42 como titular. Ele só perde para o meia Madson, que disputou 45 partidas pelo Atlético em 2011.