Djokovic venceu o argentino Del Potro em Indian Wells (Divulgação/ATP)

Sete meses depois, Novak Djokovic voltou a se vingar do tenista que tirou dele o sonho de conquistar um ouro olímpico. Na noite de terça-feira – já madrugada de quarta no Brasil – o sérvio venceu Juan Martin del Potro por 2 sets a 1 (7/5, 4/6 e 6/1) e avançou às oitavas de final do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos.

Djokovic é o atual tricampeão no piso rápido de Indian Wells. Sua última derrota aconteceu em 2013, justamente contra Del Potro. Foi também o argentino que venceu na estreia nos Jogos Olímpicos do Rio, quando o sérvio deixou a quadra central em prantos. Depois, eles se encontraram em Acapulco (México), no começo do mês, com vitória de Djokovic.

Nesta terça, o jogo só foi decidido no terceiro set, quando Djokovic respondeu bem ao serviço do argentino, conseguindo sete break-points. Quando sacou, o sérvio não foi ameaçado, o que permitiu a vitória por 6/1 no set decisivo.

Na próxima rodada, Djokovic enfrenta o australiano Nick Kyrgios, 15.º cabeça de chave, responsável por eliminar o sérvio nas quartas de final de Acapulco, também logo após uma vitória do sérvio sobre Del Potro. Como aquele foi o único jogo entre eles, Kyrgios, de apenas 21 anos, é um dos poucos tenistas que tem retrospecto positivo contra Djoko. Depois, quem avançar às quartas de final pega o vencedor de Rafael Nadal x Roger Federer

Na terça, praticamente todos os favoritos venceram seus jogos na chave de simples de Indian Wells. Uma das poucas exceções foi o búlgaro Grigor Dimitrov, 12.º favorito, que perdeu para o norte-americano Jack Sock, cabeça de chave número 17. A partida, já tarde da noite, foi decidida em três sets, parciais de 3/6, 6/3 e 7/6 (9/7).

FEMININO – Entre as mulheres, a zebra passeou. Já sabendo que será a número 1 do ranking mundial na semana que vem, a alemã Angelique Kerber foi surpreendida pela russa Elena Vesnina, 15.ª do mundo, perdendo por 2 sets a 0, duplo 6/3, pelas oitavas de final.

Como havia perdido na segunda rodada do torneio no ano passado, Kerber ganhou 110 novos pontos no ranking mundial. Quando a lista for atualizada pela WTA, na próxima segunda-feira, ela aparecerá com 7.515 pontos, contra 7.130 de Serena Williams, atual vice-campeã, que tem uma lesão no joelho esquerdo e não se inscreveu para defender seus 650 pontos.

A norte-americana também não joga do Torneio de Miami, a partir do dia 21. Ela defende 120 pontos conquistados lá em 2016, enquanto Kerber tem 390 pontos a defender pela semifinal no ano passado. Assim, mesmo que perca na estreia, a alemã continuará na ponta do ranking.

Também no encerramento da rodada de terça-feira, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, cabeça de chave 14, venceu a dona da casa Madison Keys, nona favorita, com um duplo 6/4. Outra americana a perder foi Lauren Davis, derrotada pela francesa Kristina Mladenovic num duplo 6/3.

Nas quartas de final, Vesnina vai jogar contra a única norte-americana viva na competição: Venus Williams. Do mesmo lado da chave, Wozniacki e Mladenovic se enfrentam. As quartas de final ainda terão Pliskova x Muguruza e Pavlyuchenkova x Kuznetsova.