Thomaz Bellucci caiu na estreia do Rio Open. (Fotojump/Rio Open)

O brasileiro Thomaz Bellucci sofreu mais uma improvável derrota na sua irregular carreira. Na sua estreia no Rio Open, ele não soube aproveitar a vantagem de ter vencido o primeiro set e aberto vantagem de 4/0 no segundo e acabou sucumbindo diante do italiano Fabio Fognini.

Mesmo sofrendo com problemas físicos, o número 21 do mundo conseguiu superar o 123º colocado no ranking por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 7/5 e 6/2, em 2 horas e 50 minutos, avançando para a segunda rodada do ATP 500 carioca. Assim, ampliou a freguesia do brasileiro, pois Bellucci havia perdido as quatro partidas anteriores para Fognini.

Após cumprir suspensão por doping, Bellucci voltou ao tênis nos eventos sul-americanos em quadras de saibro. Ele caiu logo na estreia em Quito, no seu retorno. Depois, em Buenos Aires, “furou” o qualifying, venceu na rodada inicial da chave principal, mas caiu na sequência. Agora, então, perdeu no compromisso inicial no Rio Open, onde no ano passado passou pelo japonês Kei Nishikori, antes de cair para o compatriota Thiago Monteiro.

O JOGO – O primeiro set da partida desta segunda-feira foi uma gangorra. Após um início ruim de ambos, com troca de quebras de serviço, Fognini melhorou e abriu 4/2. Depois, no saque de Bellucci e liderando por 5/3, teve a chance de fechar a parcial, mas o brasileiro reagiu. Igualou o placar em 5/5 e levou a definição da parcial para o tie-break, vencendo por 7/5.

Fognini teve a chance de reagir no primeiro game do segundo set, quando teve break points, mas os desperdiçou e se perdeu na partida. Oscilando bons golpes com erros bisonhos, permitiu que Bellucci abrisse 4/0 com duas quebras de serviço. Além disso, recebeu atendimento médico por causa de dores na panturrilha direita.

O jogo, então, parecia encaminhado para a vitória de Bellucci. Mas Fognini, mesmo lesionado, aproveitou a queda de rendimento do brasileiro para devolver as duas quebras de saque ao encurtar os pontos, empatando a parcial em 4/4 e chegando a ameaçar o serviço do brasileiro na sequência. Bellucci se salvou uma vez, mas não na sequência. E perdeu o serviço no 11º game, sofrendo a virada de Fognini, que acabou fechando a parcial em 7/5.

Para se complicar de vez no jogo, Bellucci perdeu o saque logo no primeiro game do terceiro set, quando exibiu pouca paciência na disputa dos pontos. A partir daí, os tenista encontraram dificuldades para confirmar o saque, até que o brasileiro voltou a perder o seu serviço no quinto game, fazendo 4/1. Depois, só precisou confirmar o seu saque mais duas vezes para triunfar por 6/2.

O próximo adversário de Fognini no Rio Open vai ser o norte-americano Tennys Sandgren, o 60º colocado no ranking. Já Bellucci ainda vai participar da chave de duplas do evento carioca ao lado de André Sá, que é o seu treinador e está prestes a abandonar o tênis.

OUTROS JOGOS – Também nesta segunda-feira, Marcelo Demoliner caiu logo na estreia na chave de duplas. Ele e o francês Gael Monfils perderam para os espanhóis David Marrero e Fernando Verdasco por 1/6, 6/1 e 10/5. Já pela chave de simples, o português Gastão Elias (114º) superou o argentino Guido Pella (55º) por 6/4, 5/7 e 7/5.