Jogador passou por procedimento cirúrgico após fraturar o quinto metatarso (Lucas Figueiredo/CBF)

Após ter realizado no último dia 3 de março, em Belo Horizonte (MG), uma operação para correção da fratura no quinto metatarso do pé direito de Neymar, em lesão sofrida durante jogo do Paris Saint-Germain em 25 de fevereiro, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, está satisfeito com a recuperação que vem sendo apresentada pelo atacante.

O jogador realiza tratamento em sua mansão localizada em Mangaratiba (RJ), no litoral fluminense, onde uma grande estrutura foi montada para que ele possa se reabilitar no tempo mais curto possível. E Lasmar exibiu empolgação ao falar sobre algumas das evoluções já apresentadas pelo astro, cujo empenho neste processo também foi exaltado pelo médico.

“No momento tudo corre bem, ele trabalha duro, de forma muito profissional para voltar o mais rápido possível e, sobretudo, sem a mínima sequela ou dor para seus pés e seus apoios”, ressaltou Lasmar, em entrevista ao jornal esportivo francês L’Equipe, publicada nesta quarta-feira.

Por causa da grave lesão sofrida no mês passado, Neymar se tornou desfalque de peso do Brasil para os amistosos contra a Rússia, nesta sexta-feira, em Moscou, e diante da Alemanha, na próxima terça, em Berlim, que servirão de preparação para a Copa do Mundo. O atacante, porém, deve estar à disposição do técnico Tite para os jogos contra Croácia e Áustria nos dias 3 e 10 de junho, respectivamente, que serão os últimos testes antes do Mundial, no qual o time nacional estreará pouco depois, no dia 17, contra a Suíça, na cidade russa de Rostov.

O médico da seleção brasileira, porém, evita estabelecer qualquer prazo mais preciso neste momento para o retorno de Neymar aos gramados. O tempo inicial previsto é de pelo menos dois meses e meio de afastamento, mas Lasmar lembra que apenas em abril, após o atacante ser submetido a novos exames, será possível definir com maior exatidão o período restante de recuperação do atleta.

“Faremos novas radiografias e exames mais detalhados que nos permitirão definir o tempo de afastamento. Temos que esperar para ver como evoluirá a recuperação. Então poderemos estabelecer as etapas seguintes e definir a sua data de retorno aos gramados”, avisou Lasmar ao diário francês.

Na cirurgia no último dia 3, Neymar recebeu o implante de um pino no quinto metatarso do seu pé direito, assim como um enxerto ósseo. Este último tipo de procedimento é visto por especialistas como uma precaução e pode até levar a um aumento no prazo de afastamento dos gramados, mas costuma fazer o corpo reagir mais rápido e serve para consolidar com maior segurança a recuperação do local operado.