Por Agência Brasil 

Marcelinho Huertas foi o cestinha brasileiro na partida. (Gasper Nobrega/FIBA)

Marcelinho Huertas foi o cestinha brasileiro na partida. (Gasper Nobrega/FIBA)

A primeira vitória do basquete masculino brasileiro na Rio 2016 veio com muito esforço. O Brasil encarou a Espanha, atual campeã europeia, e com o apoio da torcida, garantiu a cesta da vitória a apenas cinco segundos do fim. Após a derrota para a Lituânia por uma diferença de seis pontos, com o resultado de hoje a seleção brasileira se recuperou no grupo B, chamado de “grupo da morte”.

Contra a Espanha, os brasileiros mantiveram um ritmo forte e competitivo e lideraram o placar quase todo o tempo, alternando entre dois e nove pontos de diferença. Repleta de torcedores de verde e amarelo, a Arena Carioca 1 vibrou a cada cesta e a cada rebote.

No segundo tempo, no entanto, a Espanha conseguiu mostrar jogo e uma das estrelas do time espanhol, Pau Gasol – cestinha da partida com 13 pontos – liderou uma reação que o Brasil tentava evitar a todo custo. No último quarto, a poucos minutos do fim, veio a virada, mas a seleção brasileira não deixou o adversário abrir uma diferença muito grande no placar.

A cerca de 20 segundos do fim, o placar indicava 65 a 64 para a Espanha, com dois lances livres para tentar. Gasol errou os dois arremessos, passando de candidato a herói a vilão instantaneamente. O Brasil correu para o último ataque, trabalhou a bola com agilidade e, após um arremesso errado de Marcelinho Huertas, o ala Marquinhos subiu mais alto que os espanhóis para dar um tapinha salvador. Dois pontos para o Brasil, placar 66 a 65 e explosão na Arena Carioca I.

Os cinco segundos restantes não foram aproveitados pela Espanha, graças a uma defesa alerta e bem fechada do Brasil. O próximo jogo da seleção brasileira de basquete será contra a Croácia, na quinta-feira (11), às 14h15.

Feminino perde a terceira consecutiva

Já a seleção feminina de basquete perdeu a terceira partida consecutiva na primeira fase e está muito perto da eliminação precoce na primeira fase. O Brasil teve a bola para vencer a partida, mas foi superado pela Bielorrússia por 65 a 63, na Arena da Juventude.

A seleção brasileira precisa vencer as duas últimas partidas para ter chance de classificação, mas ainda enfrenta França e Turquia na primeira fase.