Por Rodrigo Dornelles

Um dia após o fantástico ouro conquistado por Thiago Braz, a brasileira Fabiana Murer começou sua luta por uma medalha olímpica na modalidade. No entanto, o resultado foi o mesmo das duas últimas participações da atleta em Olimpíadas, decepção. Os “dramas” vividos por Murer em Pequim 2008 e Londres 2012 não foram superados e a brasileira acabou eliminada ainda na fase classificatória.

Fabiana Murer é eliminada antes da final. (Divulgação/ Brasil 2016)

Fabiana Murer é eliminada antes da final. (Divulgação/ Brasil 2016)

Depois de as varas da brasileira sumirem há oito anos e do vento impedir a briga por uma medalha há quatro, a brasileira Fabiana Murer parou na fase eliminatória na Rio 2016. Em três tentativas falhas, a brasileira não superou a marca dos 4,55m e se despede da competição sem sequer disputar a final da prova.

Algumas semanas antes de os Jogos Olímpicos começarem a brasileira se queixou de estar sofrendo de uma hérnia. Com a eliminação, Fabiana Murer passa em branco mais uma vez em Olimpíadas. A atleta era uma das candidatas fortes à medalha, sobretudo após a não participação da russa Yelena Isinbayeva, grande vencedora da prova e praticamente imbatível.