Por Rodrigo Dornelles

Tranquilo, fácil, sem dificuldades. Assim foi a vitória brasileira sobre Honduras, na semifinal do futebol masculino na Rio 2016. Com o gol mais rápido da história dos Jogos Olímpicos, marcado aos 15 segundos por Neymar, o Brasil abriu caminho para a decisão e atropelou Honduras. Além de Neymar, duas vezes, Gabriel Jesus, também duas vezes, Marquinhos e Luan, marcaram na goleada por 6 a 0.

A seleção brasileira agora enfrenta a Alemanha, que derrotou a Nigéria por 2 a 0 na semifinal, na disputa pela medalha de ouro. Honduras encara os nigerianos para decidir a medalha de bronze.

Neymar marcou o gol mais rápido da história das Olimpíadas. (Divulgação/ Fifa)

Neymar marcou o gol mais rápido da história das Olimpíadas. (Divulgação/ Fifa)

O jogo

Mal a partida havia começado e o Brasil já estava na frente no placar. Apenas 14 segundos depois do apito inicial, Neymar dividia com o goleiro em uma saída errada da defesa hondurenha para fazer o primeiro gol brasileiro. A partida se mostrava fácil para a seleção brasileira e Luan lançou Gabriel Jesus para tocar na saída do goleiro e ampliar. Jesus, agora recebendo lançamento de Neymar, fuzilou de frente para o gol para marcar o terceiro e fechar o marcador em um primeiro tempo soberano do Brasil.

Dominando por completo o jogo, a seleção brasileira ampliou o placar em cobrança de escanteio da esquerda que encontrou Marquinhos na área, ele dominou meio atrapalhado e mandou para a rede. Em ritmo de treino, o time chegou ao quinto gol em jogada rápida entre Gabriel, Felipe Anderson e Luan, que tocou para a rede. Em resposta, Honduras chegou com perigo duas vezes, parando em duas grandes defesas de Weverton. No finalzinho, em cobrança de pênalti, Neymar marcou o sexto.