Sandro Meira Ricci. (Divulgação/Palmeiras)

Candidato a participar da Copa do Mundo e novo integrante do quadro de árbitros da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Sandro Meira Ricci acredita que a inclusão do auxiliar de vídeo nas partidas de futebol é importante para melhorar o trabalho e também para não gerar dúvidas nos resultados.

“Era esperada essa inclusão e será um avanço muito grande. É uma conquista para o futebol. Nem sempre o árbitro está na melhor posição para tomar a melhor decisão. Eu acredito que o árbitro de vídeo é um apoio necessário para legitimar os resultados das partidas”, declarou Ricci.

O árbitro lembrou que a FIFA já testa o auxiliar de vídeo desde 2016 e que os candidatos a participarem da Copa do Mundo realizam treinamentos, desde então, para trabalhar com a nova tecnologia. “A inclusão do árbitro de vídeo nas regras do jogo já era esperada. A FIFA utiliza o árbitro de vídeo em suas competições desde o Mundial de Clubes de 2016. Em 2017, ela utilizou no sub-20, na Copa das Confederações e novamente no Mundial de Clubes. Tem sido realizado vários treinamentos com árbitros candidatos na Copa do Mundo”, comentou.

“Com a aprovação do IFAB, a expectativa é que o árbitro de vídeo seja utilizado pela primeira vez na Copa do Mundo. Em todos os cursos que a FIFA realizou para os árbitros candidatos, desde 2016, tem se trabalhado muito não apenas a uniformização de critérios nas decisões técnicas e disciplinares, mas também o trabalho em equipe com os árbitros de vídeos. Alguns árbitros estão sendo convocados para trabalhar exclusivamente no vídeo”, complementou o brasileiro.

Sandro Meira Ricci foi o primeiro árbitro a utilizar a confirmar um gol com a Tecnologia da Linha do Gol (TLG), durante a partida entre França e Honduras, pela Copa do Mundo de 2014. Ele também foi o pioneiro em utilizar o árbitro de vídeo em competições da FIFA. Na ocasião, anulou um gol do Real Madrid contra o Al Jazira, pela semifinal do Mundial de Clubes de 2017.

Ricci já está recuperado de uma lesão na panturrilha, mas ainda não tem data de estreia pela FPF. Ele participará de dois seminários preparatórios da FIFA e deve ser confirmado, em abril, como árbitro brasileiro da Copa do Mundo. Outros que devem ser convocados são os assistentes Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse e o auxiliar de vídeo Wilton Sampaio.

“Estou totalmente recuperado. Foi uma lesão simples na panturrilha direita. Em relação as etapas que faltam para a Copa do Mundo, ainda nos restam dois seminários em Dubai, na semana que vem, e na Itália, em abril, onde estaremos presentes eu, Emerson Carvalho e Marcelo Van Gasse, meus assistentes de São Paulo, e o Wilton Sampaio, na função de árbitro assistente de vídeo. Após esses dois seminários, nos resta continuar focados e treinando muito forte para representar bem o Brasil na Copa do Mundo”, explicou o árbitro.