Neymar chegou ao Brasil de cadeira de rodas por conta na fratura do pé direito (Foto: Reprodução / Instagram)

Neymar desembarcou na manhã desta quinta-feira no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, junto com o médico da seleção brasileira Rodrigo Lasmar e do cirurgião Gérard Saillant, representante do Paris Saint-Germain. O jogador será operado no sábado, em Belo Horizonte, para corrigir uma fratura no pé direito.

“Ainda não temos o horário certo, mas será no sábado, em Belo Horizonte”, disse Lasmar em entrevista à TV Globo. “O importante agora é ele recuperar da viagem, que foi bastante cansativa. Essa questão da logística será acordada, mas ele chegará em BH na véspera da cirurgia”, complementou.

O médico da Seleção conversou com a Globo e explicou que a lesão do jogador é um pouco mais grave do que vinha sendo falado. Segundo ele, o craque não sofreu uma fissura no quinto metatarso do pé direito, e sim uma fratura. E o prazo de recuperação, que poderia ser de dois meses, foi aumentado para de dois meses e meio a três.ico específico sobre o tempo de recuperação do atleta. Mas a expectativa é que fique fora dos gramados entre dois e três meses. “Isso depende da individualidade do jogador. Depois da cirurgia, vamos acompanhar o passo a passo”, informou o médico da seleção brasileira.

A  estreia do Brasil é no dia 17 de junho, contra a Suíça. Ele pode perder toda a temporada do PSG.

Neymar se machucou na vitória sobre o Olympique de Marselha, domingo, pelo Campeonato Francês. Os exames iniciais não haviam apontado a fratura.

O jogador também ficará de fora dos amistosos da seleção brasileira contra Alemanha e Rússia, nos dias 23 e 27 de março, respectivamente. O técnico Tite adiou a convocação que aconteceria nesta sexta-feira para o dia 12.