Barcelona pode perder por até dois gols de diferença. (Divulgação/Barcelona)

O Barcelona encaminhou nesta quarta-feira a vaga para as semifinais da Liga dos Campeões ao golear a Roma por 4 a 1, no Camp Nou. A tranquila vitória veio também graças à infelicidade do time adversário, que marcou dois gols contra.

De Rossi e Manolas mandaram contra a meta do brasileiro Alisson, que nada pôde fazer. Piquet fez o terceiro e Suárez, o quarto. Dzeko descontou. O duelo de volta acontece na próxima terça-feira, no estádio Olímpico de Roma.

Apesar de contar com a contribuição do adversário, o Barcelona foi muito superior na partida. O time catalão contou com o retorno de Busquets, recuperado de lesão. Ele mandou para o banco de reservas o volante brasileiro Paulinho, que entrou no segundo tempo. Philippe Coutinho não pôde reforçar a equipe da casa, pois já atuou na atual edição da Liga pelo Liverpool.

Messi, no entanto, atuou desde o início e se mostrou recuperado do problema muscular. E foi o craque argentino quem obrigou Alisson fazer a primeira defesa após chute de fora da área. O bombardeio continuou. Suárez chegou a mandar a bola para as redes em belo chute cruzado, mas o árbitro assinalou corretamente impedimento.

A Roma não conseguia se livrar da pressão do adversário e ainda viu Rakitic acertar a trave. No rebote, Suárez mandou por cima. De tanto insistir, o primeiro gol veio com a dose de sorte. Aos 37 minutos, Messi tocou para Iniesta, que tentou devolver. De Rossi apareceu no meio da caminho para cortar, mas enganou o goleiro brasileiro.

Na segunda etapa, Messi seguiu dando trabalho a Alisson, que conseguia ao menos segurar os chutes do craque argentino. Mas, novamente, veio um gol contra. Rakitic cruzou da direita e Manolas tentou cortar de carrinho. A bola bateu na trave, no zagueiro da Roma e entrou. Dois minutos mais tarde, Suárez chutou cruzado, Alisson espalmou para a frente e Piquet completou sem dificuldades para as redes.

O Barcelona recuou após o terceiro gol e deu espaço para a Roma, que conseguiu diminuir aos 34. Dzeko recebeu na área, e bateu no canto de Ter Stegen. Os donos da casa voltaram ao ataque e Suárez fechou a conta aos 42. Após cruzamento na área, Fazio dominou errado na área e o uruguaio mandou uma bomba para as redes.