Ouça o áudio

O frio de 9º parece ter dado sorte ao técnico Roberto Fonseca que teve sua estreia no comando do Tricolor coroada com vitória. Na presença de pouco mais de 2.700 torcedores e com um gol de Luciano Castán, improvisado na lateral-esquerda, o Paraná venceu o Salgueiro e assumiu a 5ª colocação, com sete pontos na Segundona. Pela quinta rodada, o Tricolor viaja até Goiás para enfrentar o Esmeraldino no Serra Dourada, na próxima terça-feira (14), às 19h30. (Ouça o áudio do gol na narração de Jaques Santos)

Gol de improviso

O Paraná entrou em campo com uma formação diferente: o técnico estreante Roberto Fonseca deslocou Luciano Castán para a lateral-esquerda, posição de Lima, e, no ataque, Serginho e Giancarlo tinham a missão de dar números ao placar. Logo aos 6 minutos, Wellington aproveitou a cobrança de falta para carimbar a trave do Salgueiro, que não tardou em dar a resposta no chute forte de alemão.

Divulgação
Kelvin deixou o campo sentindo dores no joelho direito

Bem organizado e com toque de bola preciso pelas laterais, o Tricolor contou com o seu ponta improvisado para marcar o primeiro gol da partida. Aos 20, Wellington cobra escanteio e Luciano Castán desviou para o fundo das redes. Ao sair na frente, o Paraná relaxou e o Salgueiro teve nova chance de marcar, dessa vez com Edmar. Mesmo forte nos contra ataques, o time da Vila Capanema não produziu mais e terminou a etapa inicial com a vantagem de um gol.

Wellington no comando

O Paraná voltou diferente para segundo tempo: Lisa deu lugar a Julio Cesar e foi dos pés dele que os torcedores quase viram sair um gol olímpico aos 5. Kelvin, um dos principais nomes da etapa inicial, sentiu dores no joelho direito e teve que ser substituído por Léo. A saída do atacante refletiu no time, que recuou e passou a chamar o visitante para o seu campo de ataque, em uma aposta perigosa.

Antes de Jefferson Maranhão deixar o campo para a entrada de Serginho, Gledsn assustou o goleiro Zé Carlos com um chute rasteiro à direita da meta. Na série de boas oportunidades de ampliar, Wellington foi o principal finalizador do grupo tricolor: aos 26 e aos 28, as batidas do jogador levaram perigo ao goleiro Marcelo, do Salgueiro. A produção dos dois times caiu e os 2.707 torcedores que enfrentaram o frio para ver o Paraná em campo saíram da Vila com a vitória.