Pela segunda vez consecutiva na final da Copa do Brasil, o Coritiba entra em campo no próximo dia 5 de julho com a chance de consolidar um trabalho que começou com o retorno à série A do brasileirão, em 2010. De acordo com o vice-presidente do Coxa, Ernesto Pedroso, em entrevista ao Jornal da Banda B, é fundamental a conquista do título neste ano. “Esse seria o passo definitivo para conquistarmos um lugar de honra no futebol brasileiro”, afirmou.

Pedroso disse que a atual diretoria do Coritiba, representada pelo presidente Vilson Ribeiro de Andrade, tinha um planejamento de disputar a Taça Libertadores de 2013 e está a um passo de conseguir. “Se tivéssemos disputado a Libertadores deste ano, talvez não chegaríamos em tão bom estágio como devemos chegar no ano que vem”, disse.

Segundo o vice-presidente, o técnico Marcelo Oliveira tem papel fundamental nessa visibilidade que o time ganhou desde a saída do técnico Ney Franco. “Ele tem comando, trabalha com inteligência e foi o responsável por fazer as mudanças necessárias para o trabalho continuar em alto nível dentro de campo”, garantiu.

Outro fator apontado por Pedroso como importante na chegada à decisão, é o trabalho na base, inclusive com conquistas em várias categorias. “Tudo isso soma para o bom desempenho”, comentou.

Tcheco

Questionado sobre a possibilidade de Tcheco desistir da aposentadoria e disputar o Campeonato Brasileiro pelo verdão, Pedroso contou que o meio-campista ainda não se definiu, mas que dentro do elenco sempre haverá espaço para ele. “Ele sabe que tem o seu lugar e somaria muito ao elenco coxa-branca”, completou.

A primeira partida da final da Copa do Brasil acontecerá no estádio do Morumbi, que foi o palco escolhido pelo Palmeiras para o primeiro jogo da decisão.