Helen Anacleto/Banda B

Estádio Francisco Muraro, em Santa Felicidade, deve receber cerca de 2500 torcedores para a final da Suburbana

Trieste e Bairro Alto fazem, neste sábado (3), a primeira partida da final inédita da Suburbana 2012. Enquanto o time de Santa Felicidade tem nada menos que quatro desfalques para o jogo, o grupo comandado pelo técnico Luiz Miguel tem força máxima para o jogo que acontece no Estádio Francisco Muraro, às 16h30.

Para o Trieste, os problemas estão, principalmente, no setor defensivo, já que os zagueiros Jean e Flamarion e o volante Elton sentiram lesão nesta semana e foram vetados pelo departamento médico. Além disso, Juninho, que foi expulso no último confronto do time contra o Urano, pelas semifinais, e também desfalca a equipe.O artilheiro da equipe com sete gols, Laércio, preocupa a comissão técnica já que não treinou na última quinta devido a um forte gripe.

No banco, Rossano Santana terá Dida, Xuxa, Wilian e Raul. O provável Trieste que entra em campo terá Roberson; Rafael, Zico, Lila e Lima; Bruno, Herivelton, Marco Antonio e Nilvano; Laercio e Fernando Mineiro.

Enquanto o rival quebra a cabeça para montar o time, o Bairro Alto faz tranquilo a primeira partida da final. Com todo o time à disposição, o técnico Luiz Miguel deve escalar Fabiano Fracaro; Luizinho Netto, Juninho, Emerson e Anderson; Douglas, Rubão, Hideo e Massay; Marcelo e Alex Pinhais.

No banco, o treinador terá Vilson, Marcio, Buiu, Geraldinho, Nenê, Nando e Everton como opções.Em toda história do futebol amador, essa será a primeira vez que Trieste e Bairro Alto decidem o título da Série A da Suburbana.

Retrospecto

Reformulado, o Trieste quer levar a taça sob o novo comando de Rossano Santana.Já o Bairro Alto, que subiu neste ano para a Primeira Divisão, comemora a chegada a final. Neste ano, Trieste e Bairro Alto já se enfrentaram três vezes: houve uma vitória para cada lado e um empate.

A Banda B transmite a primeira partida da final da Suburbana neste sábado (3), a partir das 16h, com narração de Fernando César.

Com colaboração de Marco Aurélio Chicora.