A boa campanha do Paraná na Série B pode ser refletida nos números que a equipe conquistou até aqui. Em nove rodadas, o Tricolor só não esteve no G4 em duas oportunidades, e desde a quinta rodada, é figura carimbada na zona de classificação para a Série A. Atualmente, o time paranista é o terceiro colocado, com 17 pontos (cinco vitórias, duas derrotas e dois empates).

Além disso, o Tricolor possui a defesa menos vazada da competição até aqui. Ao lado do Boa Esporte e do Criciúma, foram apenas seis gols sofridos em nove partidas, média de 0,6 gol por jogo. Para se ter uma ideia da boa campanha do Paraná, os outros três times do G4 sofreram oito gols (Ponte Preta e Americana) e 12 gols (Portuguesa).

Para o técnico Roberto Fonseca, é importante ter uma equipe ofensiva, mas que não sofra muitos gols e tenha um bom sistema defensivo, como o Tricolor tem apresentado nessa Série B. “É tudo o que eu quero. Em uma equipe que é só ofensiva, vaza água lá atrás. Mas, se quiser só marcar, você não chega a lugar nenhum”, resumiu o comandante paranista.

O Paraná agora volta a campo somente no próximo sábado, quando enfrenta o ASA, fora de casa, a partir das 21h. Para esta partida, Roberto Fonseca não poderá contar com o volante Cambará, que ontem sofreu uma entorse no tornozelo e desfalca o Tricolor por 15 dias, além do volante Éverton Garroni, que recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão diante do ASA.