O Paraná enfrentou o Botafogo de igual pra igual na Vila Capanema, mas as falhas técnicas comprometeram o resultado final eo time acabou perdendo por 2 a 1. Antonio Carlos e Willian marcaram para o Bota, aos 15 do primeiro tempo; Rodrigo Defendi descontou um minuto depois e Willian ampliou para o clube carioca, com minuto da etapa complementar.

O Botafogo abusou dos erros de finalização e o Tricolor jogou na base da vontade, mas não conseguiu ser efetivo para arrematar. O resultado dá vantagem ao time carioca para o jogo de volta, que acontece na próxima quarta-feira (6).

Garra tricolor
O jogo era na Vila Capanema, mas quem fez as honras da casa primeiro foi o Botafogo. Depois do lançamento de Caio para Somália, Everton bateu fechado na cobrança do escanteio e levou perigo para a meta de Thiago Rodrigues. Herrera e Marcos Rosário também bateram com perigo e a bola quase morreu no fundo das redes. Na resposta, Léo recebeu livre e, diante do gol, pegou muito mal e mandou pra fora.

Os lances perigosos movimentavam a partida, mas era o time carioca quem chegava com mais força e perigo. A insistência levou o grupo comandado pelo estreante Caio Júnior ao primeiro gol, no alto dos 15 minutos: Antonio Carlos aproveitou o tiro de canto preciso de Everton para subir e marcar de cabeça o tento do Bota. A reação do Paraná demorou apenas um minuto e também veio do escanteio. Lima cobrou e o zagueiro Rodrigo Defendi superou os defensores do alvinegro e cabeceou bonito para igualar o placar.

Thiago Rodrigues salvou o Tricolor com defesas importantes, à queima-roupa, ao longo de toda a etapa complementar. O Paraná também tentava, mas não conseguia finalizar com qualidade, ainda que jogasse de igual pra igual com o time carioca. Mas nos minutos finais a coisa desandou para o Paraná: Luiz Camargo deu uma cotovelada em Herrera e foi visto pelo assistente. Avisado, o árbitro expulsou o zagueiro e o Tricolor ficou em desvantagem numérica.

Tricolor tenta, mas Botafogo administra a posse de bola
E a primeira etapa que terminou agitada começou quente na Vila. A bola mal rolou e o Botafogo passou a frente no placar. Somália bateu e Thiago Rodrigues deu rebote nos pés de Willian, que só teve o trabalho de empurrar e marcar os segundo, com um minuto. Em seguida, o mesmo Somália abusou da sorte e fez dura falta em Diego. Como já tinha amarelo, foi expulso de campo e devolveu a igualdade em número de jogadores em campo.

Mesmo com o revés, o Botafogo seguiu no ataque e o Paraná contava com a sorte para não levar o terceiro. Criando pouco, o Tricolor não tocava com tranquilidade e a pouca posse de bola compremeteu as armações no meio de campo e o time ia se virando como pôde para tentar o empate.

A correria do início da segunda volta deu lugar à valorização da posse de bola e o Botafogo deu pinta de estar satisfeito com o resultado. Willian ainda carimbou a trave de Thiago Rodrigues e os meninos da Vila Capanema não tiveram força pra reagir ao placar já consolidado pelos cariocas e a decisão ficou mesmo para a próxima partida.