Por Rodrigo Dornelles

Uma pequena pausa no Campeonato Brasileiro e atenções voltadas à estreia de Tite no comando da seleção brasileira. O time brasileiro encara dois jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O primeiro deles, quando o técnico irá de fato iniciar sua trajetória comandando a Seleção, colocará em jogo um tabu de mais de 30 anos.

Brasil não vence Equador em Quito há mais de 30 anos. (Divulgação/ CBF)

Brasil não vence Equador em Quito há mais de 30 anos. (Divulgação/ CBF)

Quarta-feira, 17 de agosto de 1983, essa foi a data da última vitória brasileira sobre o Equador em Quito. Placar de 1 a 0 em jogo válido pela Copa América, gol de Roberto Dinamite. Desde então, outros três jogos no local, com duas vitórias equatorianas e um empate.

O rival é uma pedra no sapato brasileiro jogando em casa. A altitude de Quito coloca o Brasil em apuros no Estádio Olímpico de Atahualpa. Na última vitória da seleção brasileira na cidade, em 1983, o time conseguiu passar um período de adaptação à altitude, já que o jogo foi válido pela Copa América.

Nesta segunda-feira (29), Tite começa sua trajetória na Seleção com um treino no campo da LDU para já começar a tentar se adaptar, rapidamente, ao local da partida de quinta-feira (1). E além da altitude, o Equador tem o bom momento ao seu lado. A equipe é vice-líder das Eliminatórias, com 13 pontos ganhos, mesma pontuação do líder Uruguai. Já o Brasil é sexto colocad, fora da zona de classificação ao Mundial neste momento, com nove pontos conquistados em seis jogos.