O Coxa foi a Araraquara com o time reserva e, embora tenha falhado no entrosamento, chegou a pressionar o Corinthians no segundo tempo, carimbando a trave do goleiro Julio César aos 44. Bem marcado e praticamente sem espaços para criar, o Alviverde amargou a segunda derrota do Campeonato Brasileiro, dessa vez pelo placar de 2 a 1, com gols de Paulinho e Danilo pelo Timão e Leonardo, pelo Coritiba.

Agora, todas as atenções do time do Alto da Glória estão voltadas para o Vasco, adversário da inédita final da Copa do Brasil. O primeiro jogo será disputado em São Januário, na próxima quarta-feira (01), às 21h50.

Coxa acuado

O Corinthians se impôs ao Coritiba desde os primeiros minutos de jogo em Araraquara e o time alviverde mal teve tempo de se organizar: aos 4 minutos, Willian deu início à jogada, tocou pra Paulinho, que chutou fora do alcance de Vanderlei. O time reserva do Coxa teve dificuldades para ultrapassar a marcação do time paulista, bem colocado no meio campo. Mais entrosado, o Corinthians teve claro domínio no primeiro tempo e se aproveitava da falta de concentração do Coritiba para pressionar e levar perigo à meta de Vanderlei.

Do meio campo montado por Marcelo Oliveira, apenas Geraldo conseguia ter um pouco de liberdade para criar, mas estava bem marcado pelo lateral-direito do Timão, Alessandro. O Coxa chegou a equilibrar a partida, mas ainda ficava em desvantagem nos arremates: ao todo, foram oito chances de gol para o Timão e apenas uma para o Alviverde em todo o primeiro tempo. Quanto tinha oportunidades no contra ataque, os erros de passe foram o inimigo do alviverde e o goleiro Vanderlei ainda teve tempo de fazer uma defesa salvadora e evitar que o Corinthians ampliasse o placar aos 42.

Pressão alviverde e bola na trave

Se o primeiro tempo não foi marcado pela qualidade, o segundo trouxe um jogo ainda mais truncado no meio campo e sem grandes oportunidades. Mais uma vez, o goleiro reserva de Edson Bastos teve que mostrar serviço ao defender uma falta muito bem batida por Chicão, aos 10 minutos. O técnico Marcelo Oliveira decidiu mexer e colocou Anderson Aquino, Jonas e Willian Leandro em campo. As alterações não demoraram para surtir efeito: aos 28, Aquino levantou na área, a bola quase entrou e Leonardo empurrou pra empatar o jogo.

O panorama do jogo era bom para o Coxa, que passou a aproveitar os espaços deixados pela marcação corintiana, mas, pouco depois, Danilo, que pouco fez no segundo tempo, aproveitou o lançamento de Jorge Henrique e desviou pra marcar o segundo do Corinthians. O Alviverde não se abateu e seguiu no ataque: Anderson Aquino bateu um pelotaço que carimbou a trave do goleiro Julio César, que ainda teve que defender o rebote de Leonardo.