O Campeonato Paranaense de 2012 será regido pelo mesmo regulamento do estadual disputado neste ano. Com a situação que envolve Paraná Clube e Rio Branco ainda não definida, o arbitral da Federação Paranaense de Futebol, realizado nesta sexta-feira (4), contou com o presidente do clube Nivaldo Domanski como representante do Leão da Estradinha, mas o time não pôde se manifestar porque, oficialmente, pertence à Série Prata do Paranaense até o julgamento final do caso envolvendo a escalação irregular de um jogador em 2011.

“Não houve pré-arbitral porque o regulamento desse ano prevalece. Em relação à tabela, nos temos 60 dias antes do campeonato para anunciarmos e ela pode ser retificada posteriormente”, explicou o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Cury à Banda B. Segundo ele, a tabela com as partidas deve ser anunciada até o próximo dia 18 e, pelo menos por enquanto, é o Paraná Clube que vai figurar entre os 12 times que se enfrentarão em turno e returno pelo Paranaense.

“Como não houve efeito suspensivo, o Paraná Clube prevaleceu na votação. O Rio Branco foi convidado a acompanhar e quando questionaram, nós respondemos tudo”, afirmou Cury, que destacou a importância de manter o Leão da Estradinha dentro dos trâmites, caso o panorama seja revertido nos tribunais. “Entendemos que tem que ser democrático porque não há garantia nenhuma, no momento é o Paraná, mas como está em julgamento, não sabemos qual será a definição”, completou.

O grupo de representantes dos clubes participantes do Paranaense definiu a comercialização das placas de anúncio por R$ 120 mil para cada time. Além dessa cota, cada clube terá direito a destinar quatro placas de publicidade por conta própria. O Londrina, de volta à Série A do Estadual, foi o único time a recusar a proposta por entender que pode lucrar mais sem a intervenção da Federação — como não assinou a definição no ano passado, o clube tem esse direito assegurado.