Além de perder por 1 a 0 para a Ponte Preta, na Vila Capanema, o Paraná saiu de campo nesta terça-feira com dois problemas para o técnico Roberto Fonseca resolver. É porque os zagueiros Luciano Castán e Cris foram expulsos da partida de ontem e ficam de fora do jogo contra o São Caetano, no próximo sábado, a partir das 16h20, na Vila Belmiro.

O treinador paranista agora espera notícias do departamento médico do clube para saber se o zagueiro Amarildo vai se recuperar à tempo de enfrentar o Azulão neste fim de semana. Amarildo está com dores musculares e não participou dos dois últimos jogos do Tricolor. Com a suspensão de Castán e Cris, é certo que Brinner segue como titular do Paraná e Fonseca ainda poderá utilizar Leandro Silva ou até mesmo promover a estreia de Flávio Boaventura, que ontem ficou no banco de reservas.

Essa foi a segunda expulsão do capitão Cris nesta Série B. Na derrota por 4 a 2 para o ASA, no último dia 09 de julho, o atleta também recebeu o cartão vermelho. Em sua página pessoal no twitter (@cris_negao03), o jogador se desculpou pela expulsão de ontem, mas disse que não merecia ter deixado o campo de jogo mais cedo.

“Peço desculpa pela minha expulsão e pela derrota que nos deixou muito tristes. Mas agora temos certeza que nossa torcida joga com a gente. Hoje (ontem) vocês deram um exemplo de como ser paranistas de verdade. Minhas desculpas e meuparabéns a todos você que estiveram na Vila Capanema e nos apoiaram do início ao fim. Contamos com vocês nesse Brasileiro rumo ao nosso acesso. Vendo o lance da expulsão novamente. Minha opinião nãoo precisava ser, mas fazer o que, faz parte. Achei que tivesse merecido, mas hoje vejo quenão precisava. Arbitragem esse ano na Série B tá uma porcaria, vamos ficar fora de mais uma partida”, escreveu o jogador.

Mesmo com a derrota de ontem, o Tricolor segue no G4 da Série B após doze rodadas disputadas. O Paraná é o 3º colocado, com 23 pontos, e volta à campo no sábado, para enfrentar o São Caetano, que ocupa a 16ª colocação.