Greyson Assunção

Sidney Buttine, ex-jogador ponta direita, foi um dos grandes atletas que passaram pelo futebol paranaense. Buttine esteve neste domingo no programa Bola na Mesa, com a apresentação de Dionisio Filho, e contou um pouco da sua história.

Durante a sua carreira, que teve início como profissional no Fluminense, em 1963, Sidney ficou conhecido como o Furacão. Segundo o ex-jogador, ele recebeu esse apelido em razão da sua agilidade dentro de campo.

“Eu era muito veloz, e tinha um estilo de jogo parecido com o do Rivelino, por isso eu era chamado de Furacão. Quando fui jogar no Coritiba fiz questão que me chamassem de Furacão do Couto Pereira, para diferenciar do rival”, afirmou.

Buttine também falou sobre o momento que os times paranaenses vivem. “O Atlético vai conseguir o acesso. Tenho certeza que vai enfrentar dificuldades contra o Paraná, mas vai voltar para a Série A. O Coritiba vai se manter, e promete ter um grande time para a próxima temporada. Já o Paraná tem que se reorganizar para tentar voltar para a série A”, disse o ex-jogador.

Mais sobre Sidney Buttine
Sidney nasceu em São Paulo no dia 7 de julho de 1957. O ex-jogador começou a sua carreira nas categorias de base do São Paulo, e em 1957 se transferiu para o Fluminense, onde em 1963 se profissionalizou. Sidney também atuou no Pelotas-RS e no Caxias-RS. Depois de 4 anos no Rio Grande do Sul, Sidney foi para Atlético-PR, onde atou por uma temporada e depois se transferiu para o Coritiba, onde jogou por 4 anos.

Em 1978 Sidney encerrou a sua carreira no Goiânia, e depois fixou residência em Curitiba. Hoje, o ex-ponta direita é proprietário de um estacionamento na praça Santos Andrade, no centro de Curitiba.