Não era a primeira vez que o curitibano Maurício Shogun e o norte-americano Forrest Griffin se enfrentavam no UFC. Em setembro de 2007, Griffin nocauteou Shogun no terceiro round da luta de estreia do brasileiro no UFC. O reencontro dos dois lutadores aconteceu na noite deste sábado, no UFC 134, disputado no Rio de Janeiro.

E dessa vez a história foi diferente. Ainda no primeiro round, Shogun acertou uma bela sequência de golpes e nocauteou o adversário, para delírio dos 14 mil torcedores que lotaram o HSBC Arena e empurraram o brasileiro do início ao fim da luta. Depois de perder o cinturão dos meio-pesados para Jon Jones, de forma massacrante, Shogun voltou em grande estilo ao octógono, mas ainda quer reconquistar o cinturão da categoria.

“Claro que essa revanche tem um gostinho especial, eu tinha o objetivo de conseguir essa luta e vencer. O Forrest é um cara muito duro, e lutar no Brasil me deu a obrigação de conquistar esse triunfo. A semana inteira eu acordava pensando nessa responsabilidade”, disse o lutador, muito feliz com os gritos de “o campeão voltou” que a torcida cantou após sua vitória. “Fiquei muito feliz com o apoio do pessoal e amarradão com os gritos”, completou Shogun.