O GP da Alemanha de Fórmula-1 foi atípico, principalmente pelo resultado. O líder do campeonato, Sebastian Vettel, pela primeira vez na temporada não apareceu nem entre os três primeiros colocados da prova. Em casa, o alemão da Red Bull teve seu pior resultado do ano ficando em quarto lugar. O Grande Prêmio disputado no circuito de Nurburgring teve o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, como vencedor. Fernando Alonso, em segundo lugar, e Mark Webber, em terceiro, completaram o pódio.

Hamilton dominou grande parte do GP. Logo na largada, o inglês ganhou a primeira posição do pole position, Mark Webber, que mais uma vez largou mal. Enquanto isso, Sebastian Vettel sofria e fazia uma corrida de erros – o alemão chegou a rodar na pista ainda nas primeiras voltas.

Nas primeiras colocações, Hamilton, Alonso e Webber faziam uma corrida à parte. O inglês segurou na pista a liderança da prova, já que a equipe McLaren foi inferior nas paradas de boxes às suas principais concorrentes, RedBull e Ferrari. O pit stop também decretou a posição final do Felipe Massa no GP. Novamente a equipe Ferrari errou ao soltar uma porca do carro do brasileiro, Massa perdeu a quarta posição nos boxes para Sebastian Vettel e terminou na quinta colocação. O outro brasileiro da prova, Rubens Barrichello, teve problemas no motor e abandonou a prova na 18ª volta.

Com o resultado, Vettel segue liderando o mundial com 216 pontos, seu companheiro de equipe, Mark Webber, aparece em segundo com 139 pontos. O vencedor do GP, Lewis Hamilton, é o terceiro com 134 pontos, quatro pontos a frente de Fernando Alonso, em quarto. Felipe Massa é o sexto com 62 pontos e Rubens Barrichello o 16º com apenas quatro pontos na temporada.

A próxima prova já acontece na semana que vem no circuito de Hungaroring, na Hungria. A 11ª etapa ocorre no domingo (31), às 9h.