Os 1.060 torcedores que estiveram no Décio Vitta viram uma partida morna, sem grandes jogadas, mas comemoraram a primeira vitória do Americana no Campeonato Brasileiro da Série B. O Paraná abusou da tranquilidade e chamou o time da casa pra cima. Já no fim da etapa complementar, depois de muita pressão, Reinaldo abriu o placar e garantiu a vitória da Águia por 1 a 0. Com o resultado, o Paraná Clube caiu para a décima colocação, três pontos atrás do líder Sport.

Jogo morno

O começo equilibrado em Americana deu lugar à superioridade do time da casa sobre o Paraná Clube. Organizado no meio campo, o Tricolor chegou com perigo aos 19 minutos, depois da cobrança de escanteio de Wellington e da cabeçada de Cris que passou muito perto da trave de Jaílson. Kelvin também apareceu bem no jogo, mas não conseguia converter os bons lances individuais em jogadas de perigo.

A chance desperdiçada pelo Paraná Clube acendeu o time da casa que passou a dominar a partida no Décio Vitta. André Luiz, Marcinho e o veterano Fumagalli eram os nomes de ataque Águia e apareceram bem a partir da metade do primeiro tempo. Morno, o jogo já não tinha a presença forte dos meias paranistas e o time já não produzia como nos minutos iniciais.

Pressão caseira

No segundo tempo, foi o Americana quem começou bem: aos 7 minutos, o estreante Dodô recebeu bem colocado, mas pegou mal na bola e mandou pra fora. Os contra ataques do Paraná ficaram comprometidos pelas seguidas falhas na ponta esquerda do time. Faltava ousadia ao time de Ricardo Pinto, que optava por tocar a bola de lado a seguir no lance por meio do drible. Ricardo Pinto mexeu no time aos 16 minutos, sacando Wellington para a entrada do meia Rone Dias, que fez a sua primeira partida com a camisa tricolor.

O time da casa seguia na pressão e o gol veio aos 30 minutos. Cruzamento de Magal e Reinaldo mandou no canto esquerdo do goleiro Zé Carlos para abrir o placar e garantir a primeira vitória da Águia na Segundona. Os erros e a falta de criatividade do Tricolor comprometeram o time de Ricardo Pinto, que estava invicto no campeonato. No desespero, todos os jogadores do Paraná saíram para o ataque e por pouco o Americana não ampliou o placar.