A novela envolvendo o triângulo formado por Atlético Paranaense, Ricardo Drubsckye Jorginho parece estar no fim e a cena derradeira deve acontecer nas próximas horas. Depois de dizer que as negociações estavam encerradas, Jorginho voltou a conversar com a diretoria atleticana e garantiu em entrevista à Banda B nesta quarta-feira (27) que “se tudo der certo sábado estou em Paranaguá (na partida entre Atlético e Bragantino pela Série B). Meu negócio é ficar no banco, nada de ficar em cabine”, disse o treinador, conhecido pela característica de ser um motivador.

O treinador, antes de responder qualquer pergunta, questionou: “Definiram a situação do Ricardo? Meu advogado está vendo isso e logo vamos ter novidades”, disse. Por falar no ainda atual treinador, Ricardo Drubscky foi quem comandou o treino do Furacão na manhã de hoje. O futuro dele segue indefinido, bem como não se sabe se ele aceitaria outro cargo no clube que não fosse de treinador principal, hipótese levantada depois de divulgadas as negociações entre Jorginho e Atlético.

Como de praxe, no Clube Atlético Paranaense ninguém fala sobre o caso. Não está confirmada a situação atual de Drubscky e muito menos qualquer negociação entre o clube e Jorginho. Até mesmo os boatos sobre a demissão do diretor de futebol Sandro Orlandelli não foram confirmados ou negados.

A situação de Jorginho deve ser definida até o final desta quarta-feira (26). Caso clube e treinador cheguem a um acordo, amanhã ele já estará em Curitiba, ou não, afinal, no Furacão ninguém fala sobre o que está acontecendo.