Visivelmente abalado com a queda do Paraná para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense, o presidente Aquilino Romani ainda acredita em uma virada na situação tricolor. Para ele, o julgamento do Rio Branco, que está sendo analisado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva depois de ter escalado um jogador irregular no Paranaense, ainda pode mudar os rumos do Paraná.

Isso porque, caso condenado, o Leão da Estradinha perderá todos os pontos que conquistou com o atleta relacionado no time. A princípio, o julgamento do clube está marcado para a próxima quarta-feira (27). “Vamos até a última instância. Se eles tiverem que ser penalizados, nós temos que brigar por isso”, frisou o presidente. Para Romani, a diretoria só vai começar em mudanças e alterações no grupo depois que a decisão do STJD for definida.