O Paraná Clube amargou a primeira derrota dentro de casa na Série B do Campeonato Brasileiro 2011. Diante de quase 10 mil torcedores, o Tricolor não fez uma boa apresentação e acabou perdendo para a Ponte Preta por 1 a 0 – gol do ex-Coritiba Renatinho. Mesmo com a derrota, o Paraná segue na terceira colocação com 23 pontos, mas empatado com Náutico, quarto, e apenas um ponto a frente do quinto colocado, ABC-RN.

Após o apito final, a torcida presente na Vila Capanema seguiu apoiando o time e cantando o hino do clube. “A torcida faz a diferença, dita o ritmo dentro de campo e os torcedores compreenderam hoje que o Paraná não se entregou em momento nenhum”, elogiou o treinador Roberto Fonseca.

Sobre o resultado, Fonseca lamentou a perda de pontos dentro de casa. “Um dia a derrota ia acontecer, mas não poderia ser contra um adversário direto.” O técnico do Paraná ainda lembrou o seu discurso em Criciúma, onde disse após a partida que, naquela oportunidade, a vitória fora de casa era importante para a equipe adquirir uma “gordura” de pontos na Série B. “Se hoje o resultado fosse outro, a gente teria uma gordura a mais na competição”, apontou Fonseca.

Valquir Aureliano
Cris carimbou a trave com uma cabeçada, mas foi expulso no fim do jogo

Para o treinador, o time falhou apenas nos minutos finais de partida. “Jogamos de igual para igual com um dos times mais fortes da Série B. O primeiro tempo foi normal, mas o nosso final de partida não condiz com o que foi o jogo inteiro”, avaliou Fonseca, que além do resultado negativo leva para a próxima partida os desfalques dos zagueiros Luciano Castán e Cris. “O Amarildo deve estar de volta para a posição e ainda temos o Brinner e o Flávio no elenco”, disse o comandante Tricolor.

Na Vila Capanema, o Paraná perdeu pontos até aqui apenas para Portuguesa e Ponte Preta – por coincidência, equipes que ocupam as duas primeiras posições da Série B. O Tricolor volta a campo no próximo sábado (30), em Santos, contra o São Caetano.