Que o Paraná não passa por uma boa fase, não é novidade. Exatamente por isso, mesmo com a derrota por 3 a 0 para o Botafogo e a eliminação precoce na Copa do Brasil, o técnico Ricardo Pinto quer que o time retome a confiança porque ainda tem grandes desafios no Paranaense, na luta contra o fantasma da queda pra Série Prata.

“Nós não temos a possibilidade nem de lamentar muito, temos que erguer a cabeça, a vida segue. Perder de um ou de 3 era indiferente porque o que nos interessava era a vitoria”, desabafou o treinador, já pensando na partida contra o melhor do interior, Operário, no próximo sábado, em Ponta Grossa.

O treinador sabe que a posição na tabela é preocupante e que essa situação não condiz com a tradição do Paraná. “Minha preocupação é vencer dar tranquilidade, pra não cair no Paranaense. Temos que preparar o espírito pra buscar o que a gente precisa. Tranquilidade é a unica coisa que não tá faltando pra gente aqui”, garantiu o treinador. “É proibido perder, nos temos que pensar só na vitória porque é só isso que vai nos ajudar”, acrescentou

Ricardo Pinto assumiu toda a responsabilidade pela derrota, mas garantiu que tempos melhores estão de chegada no Paraná. “Toda a responsabilidade do que tá acontecendo a minha. O Paraná tem condições de sair dessa situação. Se todos derem as mãos o Paraná vai ser mais forte”, disse Pinto, ressaltando as dificuldades de montar o time com tantos desfalques.

“Eu não vou desperdiçar essa oportunidade, tá sendo de crescimento, esou desenvolvendo o meu lado de juntar os cacos e ir atrás do que a gente precisa. Meu projeto segue de pé, eu vou olhar todos de cabeça erguida. Eu estou a serviço do Paraná”, finalizou.