Ao reclamar salários atrasados depois do empate em 1 a 1, em casa, com a Portuguesa, o técnico Ricardo Pinto despertou declarações polêmicas da diretoria tricolor. O vice-presidente do clube, Paulo César Silva, foi enfático ao responder que o técnico foi infeliz nas colocações. Em entrevista à Banda B, o dirigente contou que não aprovou as substituições feitas durante o jogo, mas que essas são questões a serem cobradas internamente.

Na tarde de ontem, o auxiliar técnico de Ricardo Pinto, Luiz Juresco, foi afastado do cargo que ocupava no elenco principal do Tricolor. O treinador assumiu a surpresa, mas garante que não vai se manifestar para não interferir nas questões administrativas do clube. “É uma questão delicada, mas é administrativa e eu não posso comentar porque faço parte da comissão técnica. Coloquei a minha posição, mas não tenho direito de me intrometer nessa parte administrativa”, explica Ricardo Pinto, que elogiou a chegada de Ednelson, seu novo auxiliar.

Já de olho em dias melhores no clube, o técnico garante que já se desculpou com o presidente Aramis Tissot pelas declarações dadas. “Se eu me expus falando aquilo, já me retratei com o presidente e ele sabe que eu estou feliz aqui, o objetivo é fazer um grande time, não estou me importando com o lado pessoal”, afirma Pinto, ao ressaltar a sinceridade com as questões são tratadas nos bastidores do Tricolor.