Com dircurso de motivação e muita vontade de reverter a má fase, o técnico Ricardo Pinto chegou ao Paraná e trouxe mais tranquilidade ao time que, até então, não tinha vencido nenhuma partida oficial no ano. Desde que chegou ao comando tricolor, o treinador ainda não perdeu. Uma vitória pela Copa do Brasil e outra pelo Campeonato Paranaense, Pinto não esconde que os reparos a fazer, mas demonstra otimismo para a continuidade do estadual.

Ricardo Pinto já fez a conta da salvação para o Paraná: das 11 partidas que restam, 7 vitórias bastam para salvar o time do temido rebaixamento. Sem falar em reforços, o treinador pretende entrosar o elenco que tem e aposta na confiança para seguir vencendo.

“A expectativa é a melhor possível, pois a gente saiu das cinzas com duas vitórias importantes em dois jogos. Com isso, mais importante que a vitória está sendo reconquistar a alegria de jogar bola e entrar em campo pelo Paraná Clube. É isso que está nos dando motivação”, disse o treinador, em entrevista ao Paraná Online.

Os jogadores receberam, na semana passada, uma visita especial no CT da Gralha. O ultramaratonista rafael Bonatto ministrou uma palestra de motivação para o grupo e foi alvo de elogios de Ricardo Pinto, amigo pessoal do atleta. “O Rafael Bonatto é um amigo meu, extremamente vitorioso e que superou dificuldades pra conquistar objetivos”, citou, confirmando que o modelo de motivação deve continuar. “Com certeza, independentemente de tudo, pretendo continuar essa parte emotiva para que a gente possa tirar o máximo de cada jogador”, avisou.

O treinador evita falar em reforços, como forma de fortalecer a autoestima da equipe. “Encontrei um elenco de qualidade. A estrutura do Paraná, no sentido de material e comissão técnica, é grandiosa. Encontrei uma comissão de braços abertos e muito moderna”, engrandeceu o técnico. “Posso dizer que estou muito feliz no Paraná. Estamos trabalhando em um clube grande, como eu não tinha feito ainda. Nossa atitude é de tomar uma dimensão maior”, finalizou.