Um jogão de bola, com tudo para pegar fogo. É assim que muitos têm resumido o que deve ser o clássico Paratiba do próximo domingo, no Couto Pereira. O Coritiba vem motivado pelainvencibilidade na temporada e pelo título do primeiro turno, enquanto o Paraná vem embalado por quatro vitórias consecutivas, todas sob comando de Ricardo Pinto.

O treinador, no entanto, prega cautela na partida e joga todo o favoritismo para cima do rival alviverde. “Temos que ter os pés no chão. Estamos num bom momento, mas ainda não ganhamos nada. A vantagem é toda do Coritiba, que joga em casa e é o líder da competição. Nós corremos por fora”, afirmou Ricardo.

O bom momento do Tricolor passa também pela segurança que o treinador conseguiu dar à zaga e ao goleiro da equipe. Antes da chegada de Ricardo, o Paraná tinha a pior zaga do estadual, mas nas últimas quatro partidas sofreu apenas dois gols. No domingo, a defesa paranista novamente vai ser testada, pois vai enfrentar o melhor ataque do Paranaense, justamente o do Coritiba.

“O mérito é de todo o time. Se não estamos levando gols é porque zaga, meio-campo e ataque estão ajudando na marcação. Vamos para esse clássico de cabeça erguida. Lutamos muito para conseguir essa virada na competição, mas não podemos relaxar. É um jogo diferente, onde a motivação é total. Vamos lá, com a nossa juventude, buscar esse resultado. Uma vitória abriria o caminho para a gente brigar pelo título deste returno”, disse o goleiro Thiago Rodrigues, apontado por muitos como uma grata revelação da base tricolor.