O técnico do Vasco, Ricardo Gomes, comemorou muito a vitória de sua equipe por 1 a 0 em cima do Coritiba, na primeira partida da grande final da Copa do Brasil, realizada nesta quarta-feira, em São Januário. Gomes, no entanto, diz que nada está ganho e prevê dificuldades no jogo de volta, semana que vem, no Couto Pereira.

“Começamos bem na partida, mas isto não durou muito. Eles (Coritiba) estabilizaram e ficaram perigosos. Nós fizemos algumas opções erradas. No segundo tempo, voltamos melhor, fizemos o gol e continuamos. No fim, o Coritiba voltou para o jogo e teve algumas oportunidades. Foi um jogo muito difícil. A vantagem é boa. Vamos agora para o segundo tempo. Mas não sei se é uma vantagem definitiva. Quero um time equilibrado, não posso chegar lá lendo o regulamento. O jogo não acabou, não tem nada de cara de campeão”, analisou Ricardo Gomes.

O treinador vascaíno acredita que sua equipe encontrou dificuldades em virtude do grande número de passes errados durante toda a partida: “Os volantes erraram bastante, foi onde o time caiu, parou de se movimentar. Com a saída do Felipe, que cansou, optei pelo Bastos. A saída não estava boa, ficou bem marcada. Perdíamos a bola e o Coritiba veio para cima”.

Sobre o jogo da quarta-feira que vem, em Curitiba, Ricardo Gomes quer o Vasco com a mesma postura da partida fora de casa, contra o Avaí, pela semifinal da competição, quando a equipe cruzmaltina jogou bem e venceu por 2 a 0. Além disso, o treinador espera contar com o atacante Éder Luís e o lateral esquerdo Ramon, que não se recuperaram à tempo de edemas na coxa e não enfrentaram o Coxa no Rio de Janeiro.

“Precisamos ter a mesma atitude, não podemos descaracterizar. Senão, não é o Vasco e não vai funcionar. Objetivo é colocar o adversário em dificuldade com este tipo de jogo. Quero contar com o Eder e Ramon. Ficou faltando a puxada de velocidade. Não é para o Diego fazer este função. Ficou bem clara a importância do Eder Luis. Vamos esperar, ainda dependo da avaliação do médico. Existe o otimismo”, finalizou Ricardo Gomes.