do site Terra
Kaká não deve seguir no Real Madri

O Real Madrid já teria afixado um valor mínimo para liberar Kaká, de acordo com o jornal inglês People. Sem espaço no time espanhol, o meia brasileiro poderia deixar o Santiago Bernabéu na próxima temporada e se transferir para qualquer interessado em desembolsar 57 milhões de euros (ou aproximadamente R$ 132 mi). O valor é 8 milhões de euros menor, em relação ao que o presidente Florentino Pérez pagou para tirá-lo do Milan há dois anos.

Em 2009, quando fez festa para apresentar Kaká como um dos primeiros reforços da “nova” era de Pérez na presidência, o Real Madrid havia pago 65 milhões de euros ao Milan – na época, um valor aproximado de R$ 178 milhões. No câmbio atual, Kaká estaria avaliado em R$ 132 mi de acordo com o preço divulgado pelo People.

Kaká, que passou boa parte da atual temporada contundido, dificilmente seguirá no clube madrileno para a próxima época. Já se especula que o brasileiro pode retornar ao Milan, onde o presidente Silvio Berlusconi disse recentemente que as portas estão abertas para o brasileiro.

Contudo, o Manchester City, que já havia se interessado pelo brasileiro há algumas temporadas, estaria na briga. O jornal espanhol Ás, por outro lado, lembra que o destino do camisa 8 pode ser outro: o Chelsea, atualmente comandado pelo ex-técnico do Milan Carlo Ancelotti, e cujo dono Roman Abramovich nunca escondeu o desejo de contar com o brasileiro em Stamford Bridge.