Por Esporte Banda B

Paulo André quer evitar zona de conforto com a vantagem diante do Londrina (Divulgação/Atlético)

A vantagem rubro-negra na briga pelo estadual não coloca o zagueiro Paulo André na zona de conforto. Um dos pilares defensivos da equipe, o camisa 13 relembrou o duelo contra o mesmo Londrina, nas quartas de final do Paranaense do ano passado, e projeta um duelo difícil no Estádio do Café, neste domingo (23), às 16h. O jogador valorizou a vantagem atleticana, mas pediu equipe ligada em busca da classificação.

A situação é parecida [com o ano passado]. Sabemos que será um confronto difícil, mas estamos focados e concentrados para avançar à final”, comentou Paulo André em entrevista ao site oficial do Atlético. Em 2016, depois de eliminar o Tubarão, o Furacão conquistou o título estadual após sete anos de jejum.

Apesar das dificuldades encontradas na etapa final, o Furacão largou na frente na Arena da Baixada, quando venceu o Tubarão por 2 a 1. Agora, com a vantagem para a volta no Estádio do Café, o defensor espera duelo difícil e com pressão total dos donos da casa.

Eles devem pressionar e precisamos ter qualidade para superar, manter a nossa vantagem”, destacou Paulo André. “O Paulo Autuori vai nos dizer como será a nossa estratégia. Vamos buscar ampliá-la da melhor maneira possível para conseguirmos o nosso objetivo”, acrescentou.

Para seguir a caminhada em busca do bicampeonato estadual, o camisa 13 rubro-negro espera que a equipe mantenha a postura no duelo de volta e pediu que o time não se apoie no resultado positivo diante do Londrina. “Toda vantagem é positiva, mas sabemos que não podemos nos ‘apoiar’ nisso. Esperamos repetir a mesma atuação que tivemos em casa e continuar em busca do bicampeonato”, finalizou.

O Furacão encara o Londrina neste domingo (23), às 16h, no Estádio do Café, válido pela volta da semifinal do Campeonato Paranaense. Para avançar à decisão, o Atlético joga pelo empate no interior.