Bruno Henrique/Banda B
Reunião sobre regras para o Atletiba na sede da PM em Curitiba

O delegado Clovis Galvão, da Delegacia de Futebol e Eventos, disse hoje (18) em entrevista na sede do Comando da Polícia Militar de Curitiba que confrontos entre torcedores que se dizem das duas torcidas organizadas do Atlético, Ultra e Fanáticos, estão marcando confronto pelas redes sociais para o próximo domingo (22), dia do clássico Atletiba, no Couto Pereira. Segundo o delegado, os promotores destes confrontos já estão sendo identificados e deverá ser pedida a prisão preventiva de todos nas próximas horas.

“Não deixaremos acontecer aqui em Curitiba o que aconteceu em São Paulo, no confronto entre torcedores do Palmeiras e do Corinthians. Sabemos da disputa que existe há muito tempo entre Ultra e Fanáticos e temos informações de que torcedores que não fariam parte nem de uma e nem de outra torcida estariam usando esta rivalidade para marcar confrontos no domingo pelas redes sociais. Vamos pedir a prisão preventiva dessas pessoas”, disse o delegado.

Segundo Galvão, não é possível admitir que pessoas marquem brigas e fiquem impunes. “Essas pessoas estão marcando confrontos para brigar e dar tiros e estão muito enganadas se pensam que irão ficar impunes”, completou.

A entrevista foi feita logo depois da reunião entre representantes das torcidas, dos clubes, da Polícia Militar, Civil e Ministério Público na sede do Quartel da PM, em Curitiba. Segundo o delegado, o acordo de torcida única irá valer apenas para mais este Atletiba. “Existia um acordo pré-estabelecido entre o Coritiba e o Atlético para torcida única. Como o primeiro jogo respeitou este acordo, teremos mais este clássico com torcida apenas do mandante, no caso o Coritiba. Depois, teremos novamente as duas torcidas nos clássicos, dentro da normalidade”, afirmou.

Efetivo

De acordo com o coronel Nelson Argentino Soares Jr, comandante do BEP, haverá um efetivo de 550 policiais militares no entorno do Couto Pereira a partir do meio-dia de domingo. “Teremos um forte efetivo no entorno do estádio e também haverá policiamento feito pelas unidades de área nos eixos de transporte público e terminais para oferecer segurança no ir e vir de todas as pessoas. Este policiamento reforçado começa quatro horas antes do jogo e permanece até duas horas depois”, afirmou. O Atletiba está marcado para às 16 horas.

Segundo o coronel, apenas torcedores com ingressos ou com a carteirinha de sócio do Coritiba poderão circular na área em torno do Couto. “Deixamos claro na reunião que a Polícia Militar teria condições de garantir a segurança do clássico mesmo com duas torcidas, mas como houve um acordo pré-estabelecido entre os clubes, teremos mais um clássico com torcida única”, completou.

De acordo com as regras aprovadas, nenhum material das torcidas organizadas será admitido no Couto Pereira. Bandeiras, de bambu, PVC ou qualquer outro material, além de mastros, bonés, camisetas ou outros acessórios que façam alusão às organizadas também estão proibidos.

MP

Em nota oficial, o Ministério Público do Paraná afirma que foi e continua sendo contrário à realização de jogos com torcida única. O órgão voltou a dizer que concordou com o Atletiba do primeiro turno, realizado desta forma, em razão de documento encaminhado pela Polícia Militar que recomendou a adoção da medida por questões de segurança.