Por Pedro Melo com informações de Monique Vilela

Wagner Lopes terá que mexer bastante no Paraná para o clássico. (Monique Vilela/Banda B)

Com a liderança da primeira fase garantida com uma rodada de antecedência, o Paraná disputará o clássico contra o Atlético bastante desfalcado. Os laterais Diego Tavares e Kaike, o zagueiro Eduardo Brock, o volante Gabriel Dias e o meia Alex Santana receberam o terceiro cartão amarelo durante a goleada por 5 a 0 sobre o Toledo e retornam apenas para a disputa do mata-mata do Campeonato Paranaense.

O técnico Wagner Lopes espera que os substitutos possam mostrar serviço para ganhar mais opções na sequência da temporada e afirmou que vai entrar no clássico para derrotar o Atlético. “A nossa única vantagem é decidir em casa. Vamos nos preparar para o clássico e precisamos fazer o resultado dentro de casa”, disse. “É uma oportunidade de quem for representar o Paraná nesse jogo mostrar que tem potencial para se manter como titular”, complementou.

Na semana passada, o Tricolor confirmou a contratação de cinco jogadores que ainda não têm condição de jogar os 90 minutos, mas devem estrear com a camisa paranista. A única certeza é que o atacante Robson será uma das novidades na escalação. “Conversei com o Robson que tem feito bons treinamentos e acredito que terá a estreia dele contra o Atlético”, comentou Lopes.

“Temos jogadores que chegaram e provavelmente possam jogar alguns minutos. Importante é coloca-los em observação. Esse último jogo serve para nós fazermos observações, mudanças e dar oportunidade para que quem possa entrar, mostrar serviço”, explicou o comandante paranista.

O Paraná apenas cumpre tabela na última rodada do Campeonato Paranaense e espera pela definição de todos os classificados para saber o adversário nas quartas de final. O Tricolor joga a primeira partida longe de casa e decide na Vila Capanema.

Confira a entrevista do técnico Wagner Lopes: