O surpreendente Paraná comandado por Ricardinho terá o seu maior desafio no ano a partir desta quarta-feira (25), quando acontece o primeiro capítulo da batalha contra o Palmeiras, válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. A partida está marcada para as 21h50, na Vila Capanema.

Em campo, o time será praticamente o mesmo que atuou contra o Ceará. A única mudança está na meta, já que o goleiro Thiago Rodrigues substitui o suspenso Luís Carlos.

Pelo menos dois jogadores emprestados pelo Corinthians estarão em campo para jogar contra o antigo rival: o zagueiro André Vinícius e o atacante Elias. O centroavante Douglas, herói da classificação e que também pertence ao Timão, começará a partida no banco de reservas. A partida desta quarta-feira também será especial para o técnico Ricardinho, que fez história no Corinthians. Ele reencontrará Felipão, que o comandou na conquista do pentacampeonato mundial pela Seleção Brasileira, em 2002.

Mesmo com o valor dos ingressos reajustados, a expectativa da diretoria paranista é de casa cheia. Até a manhã desta quarta-feira, aproximadamente 13 mil ingressos haviam sido vendidos.

Com a casa praticamente lotada, o treinador espera que a torcida volte a decidir. “No jogo passado, o que se viu foi uma grande festa, do início ao fim do jogo. A torcida foi decisiva para o time ter forças no fim da partida, onde conseguimos buscar o resultado”, afirma.

Palmeiras

Felipão terá cinco desfalques para a partida. Luan e Fernandinho estão suspensos, enquanto Chico, Arthur e Maikon Leite estão lesionados. Mazinho, atacante que acabou de ser contratado do Oeste, pode fazer a sua estreia.

PARANÁ X PALMEIRAS

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba.
Dia: 24/04/2012.
Horário: 21h50.
Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS).
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Chaves Franco Filho (RS).

Paraná: Thiago Rodrigues; Paulo Henrique, André Vinícius, Alex Bruno e Henrique; Alex Alves, Douglas Packer, Wendel e Luisinho; Elias e Nilson.

Técnico: Ricardinho.

Palmeiras: Deola; Cicinho, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Valdivia (Fernandão) e Barcos.

Técnico: Luiz Felipe Scolari.