Em meio à reformulação em sua diretoria, o Paraná acabou sofrendo um revés no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O STJD julgou e puniu o Tricolor com uma multa de R$ 2 mil devido a um atraso de quatro minutos no reinício do jogo contra o Botafogo, ainda pela segunda fase da Copa do Brasil.

De acordo com os auditores do tribunal, o goleiro Thiago Rodrigues teria sido responsável pelo atraso, pois retornou ao vestiário para trocar de calção. Denunciado no artigo 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (dar causa ao atraso do início ou reinício da partida), o Paraná acabou penalizado com R$ 500 por minuto de atraso, totalizando a multa de R$ 2 mil.