Desde o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Paranaense, a diretoria do Paraná tem se reunido constantemente para decidir o futuro do clube, além de mudanças no elenco e na comissão técnica. Essas modificações só devem ser anunciadas nos próximos dias.

Em entrevista exclusiva à rádio Banda B, o presidente Aquilino Romani negou que vá renunciar ao cargo, apesar dos apelos da torcida tricolor. Por outro lado, a tendência é que o clube contrate um diretor de futebol remunerado, como acontece com Coritiba e Atlético, que possuem Felipe Ximenes e Ocimar Bolicenho nesse cargo, respectivamente.