A imagem que marcou a conquista do Santos, neste domingo (15), foi o choro de Ganso e Neymar, após o apito final do árbitro, que confirmou a 19ª conquista do Paulistão, pela equipe da Baixada Santista. Abraçados, ainda no gramado da Vila Belmiro, os dois jovens “astros” santistas emocionaram a todos, em especial ao presidente santista Luis Álvaro, que não conseguiu segurar as lágrimas ao ver a cena.

do portal Sempre Peixe
Neymar e Ganso: a emoção dos campeões

“Acabei de dar um abraço no Ganso e no Neymar. Eles estão chorando muito, foi emocionante demais”, afirmou Luis Álvaro, também às lágrimas com a conquista – terceira, em 17 meses à frente do Santos. “Estávamos certo em mandar o jogo aqui, na Vila. Olha a alegria do torcedor. Que coisa linda”, completou o presidente.

A vitória

Debaixo de muita chuva, o Santos garantiu, na tarde deste domingo (15), a conquista do Paulistão 2011, com uma convincente vitória, por 2×1, sobre o seu arqui-rival Corinthians, na Vila Belmiro. É o 19º título paulista da equipe da Baixada Santista.

do portal Bom Dia
Neymar e Arouca fizeram os gols do título

Em um primeiro tempo quase perfeito, o Santos mostrou que não queria outro resultado diferente da vitória. Taticamente muito bem posicionado, e exercendo uma marcação muito forte no meio campo, a equipe de Muricy Ramalho controlava a posse de bola e dominava completamente o adversário. Aos 16 minutos da primeira etapa, o volante Arouca (depois de Neymar, o grande destaque santista na partida) marcou o primeiro gol. Ainda nesta etapa o Santos desperdiçou grandes oportunidades de ampliar o placar, a maior dela com Neymar, aos 42 minutos, que ficou frente a frente com o Julio César, mas acabou chutando em cima do goleiro corintiano, desperdiçando a chance.

Na segunda etapa, o Corinthians voltou mais ofensivo e partiu para o tudo ou nada. Atacou constantemente, porém, sem sucesso. Somente aos 42 minutos da etapa final, o Santos conseguiu encaixar um contra ataque, com Neymar, que invadiu a área corintiana, pela esquerda, e rolou a bola, na saída de Julio Cesar, que tentou a defesa. Mas a bola escapou das mãos do goleiro e entrou. Um “frangaço”. Parecia o gol definitivo, mas o Timão ainda teve forças para descontar, através de Morais, aos 42 minutos. Mas já era tarde. Aos 48 minutos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, que teve boa atuação, apitou o final do jogo, levando à loucura os mais de 15 mil santistas que lotaram a Vila famosa.

Sem descanso

Já na próxima quarta-feira, a equipe santista enfrenta o Once Caldas, pela semifinal da Copa Libertadores da América. Na partida de ida, na Colômbia, o Peixe venceu por 1×0, e joga por um simples empate, para ir novamente ‘a final do torneio continental.