Ouça o áudio

Contrariando todas as expectativas, já que a diretoria do time prometeu um basta à “mesmice”, Geninho foi repatriado como novo treinador do Atlético, depois de fracassadas três negociações. Falcão, Silas e Caio Jr. estariam cotados para assumir a comissão técnica do clube e, ainda que a chegada do treinador soe mais como uma espécie de “Plano D”, Geninho não demonstra nenhum desconforto com a situação. (Confira acima o áudio da entrevista completa)

Campeão Brasileiro e Paranaense pelo Atlético, Eugênio Machado Souto, de 62 anos, está marcado na história do clube como o treinador que conduziu o clube na conquista mais importante da trajetória rubro-negra.

“Acho que tudo acontece na hora e momento que tem que acontecer. Eu era um profissional com disponibilidade, como outros no mercado brasileiro”, disse em entrevista à rádio Banda B. “O Atlético tinha suas opções, nada mais natural que isso. Eu fiquei mantendo contato com o Atlético e outras equipes. Acabou surgindo esse convite. Meu relacionamento com o Atlético é diferente do que o que eu tenho com outros clubes”, garantiu o treinador.

Geninho estava disponível depois de pedir demissão do Sport, clube que comandou na temporada passada e no início de 2011. “É muito difícil eu falar não pro Atlético, sempre que o time precisou de mim, me sentia no dever de voltar a atender esse clube que me deu o maior título que eu tenho e que me projetou no cenário nacional”, agradeceu o técnico, manisfestando a alegria em voltar a viver em Curitiba.

“A alegria é recíproca, todo mundo sabe o carinho e ligação que eu tenho com as coisas do Atlético e com Cutitiba. To muito feliz de mais um vez ter sido convidado por essa equipe e poder voltar a trabalhar aqui”, destacou Geninho.

No currículo, o novo técnico do Atlético tem conquistas importantes: com o Furacão, ele foi Campeão Brasileiro em 2001 e Paranaense em 2009, quando fez sua segunda passagem pelo clube. Geninho conquistou tambémo Campeonato Paulista pelo Corinthians, em 2003. Sua conquista mais recente foi o Campeonato Goiano em 2010. “Espero não decepcionar quem acredita no meu trabalho e quero, novamente, dar títulos ao Atlético, como das outras vezes que passei aqui”, finalizou.