Não foi a partida ideal, mas o Atlético venceu o Rio Branco, do Acre, por 3 a 1 no sufoco e conseguiu se classificar para a segunda fase da Copa do Brasil. Depois de perder para o time acreano por 2 a 1 na última quarta-feira, o Furacão se recuperou em casa, mas ficou por um gol do adversário de ser eliminado da competição. Agora, o rubro-negro espera o vencedor do confronto entre São José (RS) e Paulista.

Primeiro tempo

O Atlético começou melhor no jogo, pressionando o adversário e tentando abrir o resultado logo nos primeiros minutos. Aos 5 minutos, Madson bateu forte, mas a bola foi para fora. Aos 8, foi a vez do Rio Branco atacae: Anselmo cobrou falta, a bola desviou em Manoel e Sílvio fez um milagre. Até que, aos 13 minutos, Lucas lançou Guerrón, que bateu com categoria para o fundo das redes: 1 a 0 Furacão.

O tempo passava e o time da casa seguia melhor em campo, criando as melhores oportunidades de gol. Aos 20, Paulo Baier bateu forte e André fez grande defesa no canto esquerdo. Aos 22, Paulinho bateu na rede pelo lado de fora. Aos 25, André salvou novamente o Rio Branco ao defender bom chute de Lucas. Após os 30 minutos, o Atlético caiu de produção e levou o jogo até o fim do primeiro tempo, com vitória por 1 a 0, mas sem agradar a torcida.

Segundo tempo

A etapa final começou bastante concentrada no meio-campo, com poucos lances de perigo a gol. Aos 3 minutos, Kléberson tocou no meio para Paulo Baier, que ficou perto de marcar, mas Jonas para afastou o perigo. O Rio Branco tocava melhor a bola, enquanto o Atlético abusava dos chutes de longa distância. Aos 10, Jonas cruzou com perigo e Sílvio conseguiu afastar de soco.

Aos 17, Kleberson cruzou e Héverton cabeceou com perigo à direita do gol adversário. Mas era o time visitante quem jogava melhor no segundo tempo, enquanto o Furacão abusava de errar em campo. E no momento em que jogava mal, o rubro-negro encontrou forças para selar sua classificação. Aos 20 minutos, Guerrón tocou para Lucas que balançou as redes acreanas. Aos 24, Lucas soltou uma bomba e marcou um golaço: 3 a 0 Atlético.

E quando o Rio Branco tinha sentido os dois gols em seguida e o Atlético tinha o domínio do jogo, Anselmo cobrou falta e Rodrigão balançou as redes: 3 a 1 Furacão. E aí a partida ficou extremamente perigosa, porque se o time acreano marcasse mais um gol, estaria classificado. O rubro-negro então se segurou como pôde e conseguiu manter o placar de 3 a 1 até o apito final, avançando para a segunda fase.