Chegar ao fim do Paranaense precisando de três resultados positivos, ou 100% de aproveitamento nas partidas, fez o Paraná voltar um pouco no tempo e refletir sobre os erros que cometeu durante todo o início de temporada. Essa reflexão, porém, vem acompanhada de motivação, discurso constante do técnico Ricardo Pinto.

Para Serginho, a hora é de cada um analisar a sua postura em campo. “Cada jogador sabe da responsabilidade que tem, dos erros que cometeu e o que precisa fazer para tirar o Paraná dessa situação”, destacou o jogador, dizendo que a preocupação, agora, se limita aos resultados do grupo. “Estamos concentrados para buscar somente vitórias nestes jogos”, enfatizou.

O meia Douglas Packer engrossa o coro dos motivados e acredita na força da torcida. “Levaremos isso como uma força. Temos uma torcida ao nosso lado, e ter o símbolo do Paraná no peito representa muito”, acredita Packer, que garante entender a pressão. “Quando decide ser jogador de futebol, tem que estar acostumado. A pressão é grande, mas é uma força pra gente, porque o Paraná é um clube de torcida, que vai nos apoiar”, finalizou.