A FIFA divulgou, nesta terça-feira, a lista com os 23 jogadores que pré-indicados ao prêmio de melhor do mundo no dia 19 de janeiro de 2012, na Cerimônia de Gala da Bola de Ouro FIFA em Zurique. A grande novidade foi a presença do atacante Neymar, primeiro atleta a jogar em um time sul-americano e concorrer a este prêmio. O outro brasileiro na relação é o lateral direito Daniel Alves, do Barcelona.

“Não há mais necessidade de deixar o Brasil para que o mundo nos veja. É uma grande felicidade estar em uma lista como esta. Gostaria de agradecer a todos”, disse Neymar em entrevista ao site oficial da FIFA. O sistema de premiação ao melhor jogador do mundo – da maneira como é hoje – foi criado em 2004, e pela primeira vez, um atleta atuando no Brasil concorrerá ao prêmio.

Aos 19 anos, Neymar terá fortes oponentes na luta por este título. O principal deles – sem dúvidas – é Lionel Messi, eleito o melhor do mundo nas duas últimas premiações e favorito para levar o troféu pela terceira vez consecutiva. Além de Messi, o Barcelona apareceu na lista da FIFA com mais sete jogadores: Fàbregas, Abidal, Iniesta, Xavi, Piqué, David Villa e o brasileiro Daniel Alves.

Outros grandes nomes do futebol mundial foram lembrados pela FIFA e estão entre os pré-indicados, como Agüero, do Manchester City; Ozil, do Real Madrid; Sneijder, da Inter de Milão e Rooney, do Manchester United. Sete dos 23 candidatos são da Espanha, atual campeã mundial, seguida da Alemanha, com três jogadores, Argentina, Brasil, França, Portugal e Uruguai têm dois cada, e por fim, Inglaterra, Camarões e Holanda possuem um representante apenas.

A eleição é feita por meio de votos dos jornalistas e técnicos e capitães das 208 seleções filiadas à FIFA. O terceiro e o segundo mais votados também recebem prêmios, mas é o primeiro colocado quem leva a Bola de Ouro e o título de melhor jogador do planeta.

Confira os 23 jogadores pré-indicados à Bola de Ouro:

Éric Abidal (França), Sergio Agüero (Argentina), Karim Benzema (França), Iker Casillas (Espanha), Cristiano Ronaldo (Portugal), Daniel Alves (Brasil), Samuel Eto’o (Camarões), Cesc Fàbregas (Espanha), Diego Forlán (Uruguai), Andrés Iniesta (Espanha), Lionel Messi (Argentina), Thomas Müller (Alemanha), Nani (Portugal), Neymar (Brasil), Mesut Özil (Alemanha), Gerard Piqué (Espanha), Wayne Rooney (Inglaterra), Bastian Schweinsteiger (Alemanha), Wesley Sneijder (Holanda), Luis Suárez (Uruguai), David Villa (Espanha), Xabi Alonso (Espanha) e Xavi (Espanha).