Número um do mundo, Andy Murray estreou com vitória (Divulgação/ATP)

Primeiro Grand Slam da temporada do tênis, o Aberto da Austrália começou nesta segunda-feira com o britânico Andy Murray confirmando o seu favoritismo na sua partida de estreia. E o dia inicial de disputas também teve a eliminação dos dois brasileiros que entraram em quadra na chave masculina – Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro.

Cinco vezes vice-campeão do Aberto da Austrália, Murray não brilhou na sua partida de estreia na edição de 2017 do Grand Slam em Melbourne, mas conseguiu triunfar. Nesta segunda-feira, o número 1 do mundo superou o ucraniano Illya Marchenko por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 7/6 (7/5) e 6/2, em 2 horas e 47 minutos.

Murray disparou dez aces, quatro a mais do que Marchenko, cometeu 22 erros não-forçados, 40 a menos do que o seu adversário e ainda conseguiu 25 winners contra 46 do ucraniano.

Marchenko começou a partida tentando surpreender Murray e obteve uma quebra de serviço logo no game inicial, mas o britânico conseguiu reagir imediatamente, chegando a fazer 4/1. O ucraniano ainda resistiu ao devolver a quebra de serviço no nono game, quando Murray poderia fechar a primeira parcial, o que acabou ocorrendo apenas no 12º game, quando converteu mais um break point.

No segundo set, Marchenko voltou a dar trabalho a Murray, chegando a abrir 4/1. O número 1 do mundo empatou o placar em 4/4 e conseguiu fazer 2 a 0 ao vencer um tie-break equilibrado. No terceiro set, o ucraniano pareceu sentir o cansaço, perdeu o saque no terceiro e quinto games e viu Murray aplicar 6/2.

O próximo adversário de Murray no Aberto da Austrália já foi determinado. O britânico terá pela frente o russo Andrey Rublev, de apenas 19 anos e número 132 do mundo, que superou o taiwanês Yen-Hsu Lu por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3, 7/6 (7/0) e 6/3.

BRASILEIROS SÃO ELIMINADOS – Bellucci decepcionou na sua estreia em Melbourne e caiu sem oferecer grande resistência nesta segunda-feira. O número 62 do mundo ficou em quadra por apenas 1 hora e 37 minutos e perdeu para o australiano Bernard Tomic, o 27º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/4.

No duelo, Tomic fez 12 aces, dois a mais do que Bellucci, disparou 38 winners, 18 a mais do que o brasileiro, e cometeu 22 erros não-forçados, cinco a menos do que o tenista paulista.

Sem muita dificuldade, o australiano abriu 3/0 logo no começo do primeiro set e fechou a parcial em 6/2 ao converter mais um break point, no oitavo game. No segundo set, Bellucci esboçou uma reação, mas desperdiçou os três break points que teve no jogo no terceiro game. Depois, perdeu o seu saque no quarto e sexto games, sendo superado por 6/1.

Já no terceiro set, Bellucci foi mais consistente no seu saque até o nono game, quando não conseguiu confirmá-lo. Na sequência, Tomic manteve o serviço e aplicou 6/4, avançando para a segunda rodada do Aberto da Austrália. O seu próximo oponente vai ser o dominicano Victor Estrella Burgos, que venceu o britânico Aljaz Bedene por 7/6 (9/7), 7/5, 0/6 e 6/3.

Thiago Monteiro também não conseguiu triunfar, mas ao menos ofereceu mais resistência. Em sua primeira participação em um dos torneios do Grand Slam, o número 83 do mundo até venceu um set, mas caiu para o francês Jo-Wilfried Tsonga, o 12º colocado no ranking, por 3 sets a 1, com parciais de 6/1, 6/3, 6/7 (3/7) e 6/2, em 2 horas e 23 minutos.

O confronto teve ares de revanche para Tsonga, que havia sido surpreendido pelo brasileiro na edição do ano passado do Rio Open. Agora, porém, triunfou no Aberto da Austrália, onde foi vice-campeão em 2008.

O francês foi absoluto no primeiro set, quando converteu seus dois break points para aplicar 6/1, o que se repetiu na segunda parcial, quando o brasileiro até ofereceu mais resistência nos games, mas caiu por 6/3.

O grande momento de Monteiro veio no terceiro set, quando ele conseguiu quebra de serviço no 11º game, fazendo 6/5. Tsonga até devolveu a quebra na sequência, mas o brasileiro se deu melhor no tie-break, forçando a disputa do quarto set.

Aí, Tsonga começou muito melhor e abriu 4/0, encaminhando a sua vitória, definida em 6/2. Agora o francês terá pela frente o sérvio Dusan Lajovic, que nesta segunda-feira aplicou um triplo 6/3 no francês Stephane Robert.

OUTROS JOGOS – Dois dos principais cabeças de chave do Aberto da Austrália passaram sufoco logo na rodada de estreia, casos de Kei Nishikori e Marin Cilic, que precisaram de cinco sets para triunfarem nesta segunda-feira.

Número 5 do mundo, Nishikori ficou em quadra por 3 horas e 34 minutos para derrotar o russo Andrey Kuznetsov, 45º colocado no ranking, por 5/7, 6/1, 6/4, 6/7 (6/8) e 6/2. Seu próximo adversário vai ser o francês Jeremy Chardy, que vencia por 4/0 quando o espanhol Nicolás Almagro abandonou o seu jogo de estreia.

Campeão do US Open em 2014 e sétimo colocado no ranking da ATP, Cilic bateu o polonês Jerzy Janowicz, de virada, por 4/6, 4/6, 6/2, 6/2 e 6/3, em 3 horas e 4 minutos. Seu próximo rival vai ser o britânico Daniel Evans, que venceu o argentino Facundo Bagnis por 7/6 (10/8), 6/3 e 6/1.

Outro candidato ao título, o checo Tomas Berdych não teve qualquer trabalho no seu jogo de estreia em Melbourne. Após vencer o primeiro set por 6/1, o número dez do mundo viu o italiano Luca Vanni abandonar o seu jogo de estreia no Aberto da Austrália. O seu adversário na segunda rodada será o norte-americano Ryan Harrison, que superou o francês Nicolas Mahut por 6/3, 6/4 e 6/2.

Também nesta segunda-feira, o australiano Nick Kyrgios, os norte-americanos Jack Sock, John Isner e Sam Querrey e o sérvio Viktor Troicki triunfaram na estreia no Aberto da Austrália. Já o espanhol Albert Ramos, o francês Lucas Pouille e o uruguaio Pablo Cuevas caíram na primeira rodada em Melbourne.