Folhapress
Internado por 17 dias, Magrão vai seguir o tratamento em casa

Sócrates está de volta. Em casa, se recuperando da segunda internação em menos de 30 dias, o ex-jogador faz fisioterapia e recebe atendimento médico em sua casa. Após passar por um grave quadro de cirrose e enfrentar duas hemorragias digestivas, Sócrates pode ter que ser submetido a um transplante de fígado.

“A gente pode pensar, no futuro, em um transplante de fígado. Ele está se recuperando e algumas medidas serão importantes para definir em alguns meses se existe a necessidade de pensar num transplante de fígado”, afirmou o cirurgião responsável pelo jogador, Ben-Hur Ferraz Neto ao Esporte Espetacular deste domingo.

O ídolo do Corinthians passou 17 dias internado no Hospital Albert Einstein em São Paulo e nos próximos meses terá a decisão sobre a necessidade do transplante. Com 57 anos, o Magrão terá que fazer visitas regulares ao hospital para avaliações periódicas. “Se eu for pensar só em mim, é a solução definitiva no meu caso. Agora, eu não quero isso para mim. Só vou chegar no transplante se precisar. Tem muito mais gente necessitada do que eu”, disse.

Mesmo em situação ainda delicada, o ex-atleta brinca que ainda espera voltar a tomar a sua tão apreciada cerveja. “Espero ter chance de tomar uma cervejinha sem álcool”, destacou. ““Mas não preciso do álcool. O álcool é um companheiro. Eu sentava para escrever com uma taça de vinho do lado e passava o dia todo assim, mas não é o copo de vinho que me faz escrever, é a cabeça”, emendou.
Sócrates agradeceu o apoio dos torcedores e emocionado, disse que quer retribuir o carinho. “Farei o possível para que essa chama nascida em cada um de vocês se mantenha acesa por muito tempo ainda e eu possa retribuir adequadamente”, finalizou.