Após a vitória por 2 a 0 em cima do Ypiranga e a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, o técnico Marcelo Oliveira elogiou a equipe do Coritiba, que encontrou muitas dificuldades no jogo de ontem, mas mesmo assim conseguiu marcar os gols mesmo sem ter uma atuação brilhante.

“Estamos muito satisfeitos com a vitória e a classificação. Foi um adversário muito difícil, não acertamos bem as jogadas e o time estava um pouco desgastado. É a 13ª partida em 36 dias, não é fácil. O que fica é a lição e o aprendizado de que a Copa do Brasil é um campeonato difícil, temos que estar sempre muito bem concentrados e mobilizados porque a desatenção pode dificultar o jogo”, disse o treinador.

Agora o foco do Coritiba volta a ser o Campeonato Paranaense, onde a equipe entra em campo domingo para cumprir tabela diante do Cianorte, já que conquistou de maneira antecipada o título do primeiro turno do estadual. Por isso, Marcelo Oliveira optou por poupar o time titular de viajar até o norte do estado e apenas os reservas vão a campo no fim de semana.

“É justo eles eles terem essa folga, esses jogadores não tiveram uma folga. Até mesmo para dar ritmo a outros atletas que vamos precisar na sequência. É possível que levemos menos jogadores que estão nessa sequência de jogos cansativos”, explicou o treinador. Somente Bill deve jogar em Cianorte, pois disputa a artilharia do campeonato com Paulo Baier, do Atlético.

Por fim, Oliveira comemorou o título do primeiro turno do estadual e a classificação na Copa do Brasil, mas pediu pés no chão aos atletas e torcidas pois ainda nada de efetivo foi ganho pelo Coritiba: “Ser-humano mesmo sem perceber se contenta com o que conquistou, mas no futebol isso não serve. Até porque não conquistamos nada, apenas temos uma boa trajetória e uma perspectiva excepcional. Mas estamos ainda dentro de um processo de conquistar o Estadual e a Copa do Brasil, que seria uma conquista inédita para o Coritiba”.