Após doze jogos, incluindo derrotas para França e Argentina, além de uma vergonhosa eliminação nas quartas de final da Copa América, o técnico Mano Menezes fez um balanço de seu trabalho à frente da Seleção Brasileira um ano depois de ser contratado pela CBF para substituir Dunga.

Até aqui, Mano conquistouseis vitórias, duas derrotas e quatro empates no comando da equipe canarinha, totalizando 61% de aproveitamento. Para o treinador, o trabalho tem caminhado no rumo que a CBF deseja, ou seja, está sendo feita uma renovação na Seleção Brasileira após os fracassos nas Copas do Mundo de 2006 e 2010.

“Foi um ano intenso para a condução do trabalho, da responabilidade que é reunir a Seleção de todos os brasileiros. Estamos caminhando na direção certa. Disse isso quando aconteceu a derrota (Copa América) e acredito nisso. Não vamos usar desculpas, como ouvi recentemente, porque não é a minha maneira de conduzir o trabalho. Temos que continuar melhorando, acelerando o processo porque precisamos queimar algumas etapas, e isso traz um risco maior”, disse Mano Menezes.

Ainda em 2011, o treinador terá mais provas de fogo. No dia 10 de agosto, amistoso contra a Alemanha, em Stuttgart; depois dois jogos com a Argentina, ambos em setembro; em outrubro, a Seleção enfrenta o México, e mais para o final do ano, encara a atual campeã mundial, Espanha, e a campeã mundial de 2006, a Itália. Partidas complicadas, na visão de Mano Menezes.

“Essa agenda intensa vai contribuir e muito para que tenhanos as avaliações do trabalho. Sabemos do risco, mas precisamos dar rodagem ao grupo que está sendo montado”, completou o comandante brasileiro, que já convocou ontem os 23 jogadores que vão participar do amistoso contra a Alemanha.